Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Tempo Agora

  • Home
  • Secretaria de Saúde
  • Vigilância em Saúde de Quissamã orienta sobre como evitar proliferação do escorpião amarelo

Vigilância em Saúde de Quissamã orienta sobre como evitar proliferação do escorpião amarelo

A constância das chuvas e altas temperaturas propiciam o registro de casos envolvendo o escorpião amarelo. A partir do aumento dos números na região, a Prefeitura de Quissamã, através da Vigilância em Saúde, faz um alerta sobre os cuidados para evitar a proliferação do aracnídeo.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), o escorpião amarelo é encontrado em todas as regiões do país. É o que mais preocupa por ser considerado o mais venenoso e tem reprodução do tipo partenogenética, ou seja, as fêmeas procriam sem precisar que machos as fecundem. Ainda segundo o MS, até o momento, não foi definida cientificamente a eficácia dos produtos químicos no controle do aracnídeo em ambiente natural.

A melhor forma de evitar acidentes é impedir que o escorpião entre em casa, reforçando as medidas de prevenção.

“Têm acontecido incidentes com escorpiões na nossa região e registramos um episódio em Quissamã na última semana. Então estaremos reforçando as ações preventivas de controle, porque a gente não utiliza o controle químico, o que fazemos é adotar medidas que impeçam que o escorpião venha se instalar na nossa residência, nos quintais”, disse o coordenador da Vigilância em Saúde do Município, Leonardo Barcelos.

Quando há picada por escorpião, a dor é imediata na maioria dos casos, além da sensação de formigamento, vermelhidão e suor no local. Após alguns minutos ou horas, principalmente em crianças, que são mais vulneráveis ao envenenamento, podem aparecer outros sintomas, como tremores, náuseas, vômitos, agitação incomum, produção excessiva de saliva, hipertensão, entre outros. Em caso de acidentes, a população deve buscar atendimento no Hospital Municipal Mariana Maria de Jesus (HMMMJ).

Algumas medidas para controlar a ocorrência de escorpiões na área externa do domicílio:

  • Manter limpos quintais e jardins, não acumular folhas secas e lixo domiciliar;
  • Acondicionar lixo domiciliar em sacos plásticos ou outros recipientes apropriados e fechados, e entregá-los para o serviço de coleta. Não jogar lixo em terrenos baldios;
  • Eliminar fontes de alimento para os escorpiões: baratas, aranhas, grilos e outros pequenos animais invertebrados;
  • Evitar a formação de ambientes favoráveis ao abrigo de escorpiões, como obras de construção civil e terraplenagens que possam deixar entulho, superfícies sem revestimento, umidade, entre outros;
  • Remover periodicamente materiais de construção e lenha armazenados, evitando o acúmulo exagerado;
  • Preservar os inimigos naturais dos escorpiões, especialmente aves de hábitos noturnos (corujas, joão-bobo, etc.), pequenos macacos, quati, lagartos, sapos e gansos (galinhas não são eficazes agentes controladores de escorpiões);
  • Evitar queimadas em terrenos baldios, pois desalojam os escorpiões;
  • Remover folhagens, arbustos e trepadeiras junto às paredes externas e muros;
  • Manter fossas sépticas bem vedadas, para evitar a passagem de baratas e escorpiões;
  • Rebocar paredes externas e muros para que não apresentem vãos ou frestas;

Galeria de Fotos

cadastro enviado com sucesso

Seu Cadastro foi enviado com sucesso e será analisado por nossa equipe.