Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Vacinação do rebanho bovino contra Aftosa vai até o final deste mês

A segunda etapa da Campanha Nacional contra a Febre Aftosa, em Quissamã vai até 30 deste mês. Os produtores devem adquirir as doses nas lojas especializadas, e aplicar a vacina comprovando a imunização no Posto de Defesa Agropecuária Estadual no município, localizado no Parque de Exposição. A meta é vacinar 16 mil cabeças, entre zero e dois anos. Na primeira etapa, realizada em maio deste ano foram imunizados 41.955 animais, a maioria de corte.
O rebanho que não for vacinado no prazo ficará impedido de ser comercializado, além do criador pagar multa de R$ 4,50 por cabeça e ter sua propriedade interditada. A imunização assistida é obrigatória para o gado jovem, e opcional para o adulto, estando prevista na legislação estadual.
De acordo com o fiscal do Posto, Miguel Ângelo Leite, os criadores devem evitar os contratempos de última hora. “A segunda etapa começou no último dia 1º, e não será prorrogada. O produtor que está mais consciente deve ficar atento às penalidades”, disse, acrescentando que o compromisso dos pecuaristas com a sanidade do rebanho é fundamental para manter o município livre da Febre Aftosa.
A vacina – Os técnicos agropecuários recomendam conservar as doses em locais resfriados, como geladeiras ou caixas isotérmicas com gelo, não devendo ficar expostas ao sol. A vacina deve ser aplicada com agulhas e seringas limpas e desinfetadas, para evitar contaminação (antes de utilizá-las deixar em água fervente). A dose a ser aplicada na tábua do pescoço, via subcutânea ou intramuscular é de 5 ml para todas as idades, tamanho e peso do animal.

Galeria de Fotos