Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

USF de Barra do Furado promove atividade educativa sobre o Outubro Rosa

A Unidade de Saúde da Família – USF de Barra do Furado, promoveu na manhã desta segunda-feira (04), uma atividade educativa, dentro da programação do Outubro Rosa, mês de conscientização sobre câncer de mama com a participação da pediatra, Marcela Correia Neto, da enfermeira Raquel Freitas e da nutricionista da unidade, Bruna Manhães.
O objetivo foi difundir ainda mais a informações relativas à prevenção do câncer e mama, um dos mais comuns nas mulheres, assim como conscientizá-las mulheres quanto a importância do autoexame e o conhecimento sobre o seu próprio corpo, como destacou a enfermeira Raquel Freitas:
– É muito importante o autoexame e que a mulher mantenha os seus exames de mamografia em dia, visando o diagnóstico precoce e desta forma possa receber o tratamento adequado.
O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente em todo o Mundo merecendo especial atenção de profissionais, órgãos governamentais e não-governamentais. No Brasil, os números de mortes pela doença são altos devido aos diagnósticos tardios. Por esse motivo a campanha Outubro Rosa é fundamental para aumentar o índice de diagnósticos precoces. Vale ressaltar que o câncer de mama não atinge somente mulheres.
Segundo a nutricionista Bruna Manhães, uma alimentação rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas podem ajudar a prevenir novos casos de câncer. Na direção oposta, ela aponta os vilões de uma vida saudável: alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo, bebidas açucaradas, bebidas alcoólicas, cigarros e hormônios sintéticos.
Hábitos simples, como atividades físicas regulares são essenciais para prevenir doenças, em especial o câncer de mama e outros tipos. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas, amamentar e não fazer uso de hormônios sintéticos poderiam reduzir em até 30% os casos de câncer de mama, segundo dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), do Ministério da Saúde.

Galeria de Fotos