Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

UFRJ acompanha ações de combate ao coronavírus no município

Quissamã segue com as ações de combate e prevenção ao novo coronavírus (Covid -19). Recentemente, o município passou a contar com uma parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira, por meio de uma Nota Técnica, elaborada pelo Grupo de Trabalho de Enfrentamento à Covid-19 da Universidade, onde são explorados alguns cenários possíveis para a epidemia. Essa iniciativa também é realizada pela UFRJ nas cidades de Macaé e Rio das Ostras.
Em Quissamã, a Carta de Intenções para Cooperação Técnico-Cientifica no Enfrentamento da Pandemia da Covid-19 tem como objetivo a criação de um Grupo de Trabalho Interinstitucional, congregando ações conjuntas entre a UFRJ Macaé e o município, visando qualificar ações para o enfretamento da pandemia do Covid-19 e promover a produção cientifica correlata. Para tanto, pretende-se desenvolver estratégias conjuntas para subsidiar as ações nas redes de cuidado em saúde e no território nas seguintes áreas: Constituição do Núcleo Interinstitucional de Informações em Saúde; Apoio na constituição de uma Central de Telemonitoramneto para ações de Vigilância e cuidados para usuários/famílias em isolamento domiciliar; constituição de apoio a equipes assistenciais; apoio a Projetos de Capacitação da equipes de saúde, apoio na elaboração de protocolos para assistência ao Covid-19; apoio às ações de Segurança Alimentar e Nutricional, além de desenvolver e divulgar materiais educativos para os diferentes públicos com objetivo de apoiá-los para enfrentamento ao Covid-19.
A atividade desenvolvida por profissionais da UFRJ Macaé tem como base os resultados obtidos para o Brasil pelo Imperial College Covid-19 Response Team, onde os pesquisadores obtêm um panorama geral aproximado de cenários epidemiológicos para as referidas cidades. No caso de Quissamã, vários aspectos específicos foram considerados, como seu perfil demográfico, o padrão de reprodução da infecção e o isolamento social conseguido pela população.
De acordo com os profissionais envolvidos nas ações, as medidas de distanciamento social ajudarão na avaliação das tendências de expansão da doença no território, pois o Distanciamento Social (DS) no modelo epidemiológico usado é a redução percentual nos contatos na população em geral. Já em termos sanitários, distanciamento social é uma medida que busca restringir o convívio social de forma a evitar a propagação de uma determinada doença, o que tem sido objeto de várias políticas públicas.
O Grupo de Trabalho Covid-19 UFRJ Macaé, criado em abril deste ano, realiza um trabalho multidisciplinar com participação de mais de 100 docentes, técnicos e alunos da UFRJ-Macaé e outras instituições da região, e desenvolve análises que acompanham o comportamento da pandemia no Norte Fluminense e Baixada Litorânea. Este grupo também tem dialogado com os municípios dessas regiões ofertando apoio técnico e científico.

Galeria de Fotos