Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Saúde realiza prestação de contas referente ao 1º quadrimestre de 2022

A Secretaria de Saúde de Quissamã realizou na manhã desta segunda-feira (30), a Audiência Pública de Prestação de Contas referente ao 1º quadrimestre de 2022, para demonstração e avaliação das atividades realizadas, no Plenário da Câmara Municipal. O vereador e presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, Aílson Belarmino, abriu a sessão ressaltando a importância de todo o trabalho realizado pela secretaria de Saúde.
Nilton Pinto, secretário de Saúde, falou sobre a relevância da apresentação e da necessidade de demonstrar transparência nas ações. “Esperamos que no decorrer da audiência, tudo seja explicado a contento, mas em caso de dúvida, estamos aqui para saná-las”, explicou. Acompanharam a explanação, a subsecretária de Saúde, Sabrine Pereira, os vereadores Simone Flores, José Maurício Alves, Fábio Castro, Rildo Barcelos, Janderson Barreto, Cássio Reis, Leone Cordeiro, a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Luciana Ribeiro, além dos profissionais da Saúde.
A assessora do Fundo Municipal de Saúde, Fernanda Barcelos, mapeou a distribuição orçamentária por fonte de recurso em Quissamã. Foram investidos 21,86% de recursos próprios, 57,37% provenientes dos royalties, 11,69% recebido do SUS Federal, 7,09% vindo do SUS Estadual, 1,54% do Covid-19 Federal e 0,45% do Covid-19 Estadual. O maior investimento foi realizado com a arrecadação proveniente da gestão da prefeita Fátima Pacheco. Também tiveram transferências de Emendas Parlamentares Especiais.
A coordenadora de Planejamento da Secretaria Municipal de Saúde, Delba Barros, afirmou que toda a máquina da saúde, por meio dos recursos próprios e destinados, funciona por conta dos recursos humanos. “Contamos com 883 colaboradores que ajudam a fazer a saúde do município e pelos resultados apresentados, a fazem muito bem”, declarou Delba. 9.313 pessoas, foram transportadas para cidades como Rio de Janeiro, Niterói, Campos e Macaé, os destinos mais comuns, mas também teve Minas Gerais, entre outros.
Delba ainda enalteceu os atendimentos realizados pela equipe da enfermagem. “O médico não trabalha sozinho e é muito importante falar sobre todos que atuam em conjunto. Aproveitamos para chamar atenção sobre a questão da vacinação infantil, que está abaixo da meta e utilizo este espaço para solicitar tanto aos pais, quanto aos responsáveis, que levem seus filhos as USFs e coloquem a caderneta de vacinação em dia, pois a Saúde precisa da ajuda da população para caminhar cada vez melhor”.
Em relação aos atendimentos médicos da Emergência Adulto no Hospital Mariana Maria de Jesus – HMMMJ, houve diminuição de 13,72%, em relação ao terceiro quadrimestre de 2021. No primeiro quadrimestre de 2022, na Emergência Pediátrica, manteve-se a média de crescimento de atendimentos, 40,46%, comparada ao quadrimestre anterior. Foram 366 encaminhamentos para Hospitais Federais / Estaduais e 100% de cobertura na saúde bucal, um número que nunca tinha sido alcançado antes pelo município.
O secretário de Saúde encerrou sua fala na audiência, explicando sobre o aplicativo que será implantado em breve. “Tivemos uma reunião na semana passada com a empresa responsável pelo APP. Vale dizer, que ele caminha junto com a implantação do prontuário eletrônico nas unidades e que atualmente, estão faltando as Unidades de Saúde da Família – USF do Centro, que será entregue no dia 12 de junto e a do Carmo, que passará por reforma”, disse Nílton.
A questão do prontuário eletrônico, perpassa pelo Caps, Centro de Saúde Benedito Pinto das Chagas e a emergência de Barra do Furado. Segundo Nílton, a aplicação da tecnologia é um caminho sem volta e vai diminuir o tempo de resposta ao usuário. “A implantação vai começar pela USF de Caxias pelo seu tamanho. Uma vez implementado, após possíveis ajustes, implantaremos o restante de uma vez só, para facilitar as marcações de consultas e acompanhamento das filas. Com isso, buscamos rapidez e proporcionar cada vez mais transparência nas ações da saúde”, explicou Nílton.
“Estamos estudando medidas atípicas para que essas filas diminuam e adotaremos mutirão quando necessário. Não temos gerência sobre a regulação, mas lutamos pela vaga, quero deixar isso claro. A fiscalização é uma questão muito importante e toda vez que buscamos o melhor, conseguimos atingir nosso objetivo”. Nílton finalizou a sessão se colocando à disposição dos vereadores e usuários para mais esclarecimentos”.

Galeria de Fotos