Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Saúde prossegue com ações contra hepatites virais

A Prefeitura de Quissamã, por meio da secretaria de Saúde, segue com as ações de prevenção às hepatites virais. Nesta quarta-feira (14), a programação aconteceu na Unidade de Saúde da Família (USF) de Santa Catarina. A campanha visa conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce das hepatites B e C e da vacinação contra a hepatite B, principal medida de prevenção e que está disponível nas USFs.
A iniciativa envolve os profissionais em ações nas USFs, sendo que às terças e quintas-feiras, às 9h, há sala de espera no Centro de Especialidades. A Coordenadora da Estratégia Saúde da Família, Milena Viana, conta que no mês de julho, quando teve início a campanha, foram realizados 267 testes rápidos para hepatites B e C. “Os testes são realizados de forma rotineira nas Unidades de Saúde da Família, basta o usuário procurar e agendar o atendimento”, frisou.
Já a enfermeira Rosemeri Braga, da Coordenação das IST/AIDS e Hepatites Virais, explica que, atualmente, a rede disponibiliza medicação aos pacientes, que aumentou as chances de cura, encurtou o tempo de tratamento e reduziu os efeitos colaterais. “Um dos protocolos antigos mais usados consistia em injeções semanais de interferon, que provocava fortes efeitos colaterais, além de comprimidos de outras drogas. Além disso, antes o tratamento durava em torno de um ano e agora, com o novo metódo, dura em torno de três meses, se diagnosticado precocemente. Por isso, a importância da nossa campanha para que o usuário tenha a oportunidade de conhecer as formas de prevenção e saber se tem o vírus ou não, através do teste rápido, haja vista que é uma doença silenciosa e quem nem sempre vai apresentar sintomas popularmente conhecidos, como pele amarelada, fezes esbranquiçadas, urina cor de coca-cola”, ressaltou.
As atividades são acompanhadas pelo médico infectologista Marcus Vinicius Miranda, que faz o tratamento das hepatites virais no município. “Diante da possibilidade de poder gerar altos custos com o tratamento, tanto no combate da própria doença, como de suas manifestações clínicas, o que temos de melhor a fazer é conscientizar a população da importância das atitudes de prevenção para não termos casos de hepatites virais em nossa comunidade”, destacou.
De acordo com o cronograma, no próximo dia 21 haverá ação em Morro Alto; no dia 28, no Alto Grande; 4 de setembro, em Barra do Furado; e 11de setembro, em Machadinha. O Dia Mundial de Luta contra as Hepatites foi em 28 de julho. No município, as atividades acontecerão até setembro, em diversos espaços públicos, com o objetivo de informar sobre formas de prevenção, transmissão, diagnóstico e tratamento.

Galeria de Fotos