Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Saúde presta contas do 2º quadrimestre durante audiência

Em audiência aberta ao público, realizada no último dia 25, a secretaria de Saúde de Quissamã prestou contas do que foi produzido no período de 1º de maio a 31 de agosto – 2º quadrimestre. O encontro ocorreu concomitantemente à reunião do Conselho de Saúde, para que os conselheiros pudessem estar presentes e tomarem ciência das ações; e aconteceu no auditório da Prefeitura, pois o espaço da Câmara Municipal passa por reforma.
“Focamos em três aspectos obrigatórios: a execução do orçamento, receitas e despesas do Fundo Municipal de Saúde; auditorias revisadas; e produção de serviços de saúde. Nesse quadrimestre, destacamos, como ações relevantes, o projeto ‘Saúde Vai Até Você’, a aprovação de um trabalho que foi apresentado no Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde sobre saúde reprodutiva e vasectomia, que aconteceu no Pará, e também a aquisição de vários equipamentos e materiais permanentes para o Centro de Saúde, Hospital Municipal e Unidades de Saúde; a uniformização dos agentes de saúde e entrega de equipamentos de proteção individual para os auxiliares de serviços gerais e entrega de veículos para transporte de pacientes e trabalhadores”, informou coordenadora de Planejamento em Saúde, Delba Barros.
Foi mostrado que houve um aumento dos serviços produzidos na rede própria; ampliação de serviços com mais duas especialidades médicas no Centro de Saúde, que são infectologia e alergologia; retomada do serviço de fisioterapia na USF de Santa Catarina; ampliação do atendimento pediátrico nas unidades de Santa catarina, Morro Alto e Conde de Araruama; metas atingidas nas coberturas vacinais; contratação de cinco dentistas via processo seletivo, sendo um odontopediatra, um bucomaxilofacial, um endodontista e dois cirurgiões dentistas clínicos.
Também foi levantada a questão da Chikungunya, que é preocupante principalmente pelo município estar entre Campos e Macaé, que são duas cidades que tem muitos casos confirmados e por onde temos um grande fluxo migratório de pacientes e também de trabalhadores. Porque não basta o trabalho dos agentes de endemia nas residências e se a população não colaborar não se consegue diminuir os criadouros e, consequentemente, o número do mosquito Aedes aegypt, que transmite ainda a Dengue e a Zica.
Dentre as atividades realizadas foram listadas a reunião com proprietários de padarias, com orientação no sentido ao manuseio e adequação de higiene dos alimentos; semana de amamentação; o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), divulgando o que é a doença, como se prevenir e cuidados, quando foram feitos 201 atendimentos com identificação de dois casos suspeitos, sendo um já confirmado e outro ainda em investigação.
Segundo Delba, é importante ainda citar que a secretaria de Saúde tem a preocupação de estar cada vez mais ampliando o acesso da população a um atendimento integral em saúde, mas também se preocupa com os trabalhadores da pasta no sentido de mantê-los atualizados, gerando capacitações, como as realizadas no município e os enviando a participar de cursos e treinamentos fora. A abertura da audiência contou com a presença da secretária de Saúde, Simone Flores; do representante do Fundo Municipal de Saúde, Rômulo Wanisangk e de Delba Barros.

Galeria de Fotos