Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Saúde oferece curso permanente para gestantes e seus companheiros

A Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro Matias iniciou esta semana um curso direcionado a gestantes e seus acompanhantes. A atividade acontecerá mensalmente e terminará em dezembro e a cada mês será abordada uma temática, sempre com a colaboração de profissionais variados da área de saúde.
O objetivo do curso é tornar o período da gestação um momento mais tranquilo e preparar a gestante e família para o parto e pós-parto. Neste primeiro encontro, o assunto foi a Caderneta da Gestante e a inclusão do atendimento ao parceiro, uma boa estratégia para a saúde do homem. Após a atividade, dois dos pais participantes passaram por avaliação na unidade.
“Durante o curso, vamos abordar diversos temas, tais como os direitos da gestante e do parceiro; amamentação; tipos de parto e o cuidado no pós-parto; saúde oral da gestante e os cuidados com a saúde oral do bebê. E destaco o trabalho desenvolvido pelos agentes comunitários, responsáveis pelo convite às gestantes”, explicou a enfermeira responsável pela USF, Milena Viana. Ela informou ainda que durante o curso acontecerá visita à maternidade e, ao término do mesmo, em dezembro, haverá confraternização onde as participantes receberão um certificado.
Mas, antes de acontecer este curso, a equipe da USF Matias participou de treinamento com a nutricionista Viviane Soares sobre a Norma Brasileira para Comercialização de Alimentos para Lactantes e Crianças de Primeira Infância, Bicos, Chupetas e Protetores de Mamilos – NBCAL, que regulamenta a propaganda de produtos como chupetas, mamadeiras e leite em pó que podem prejudicar o trabalho de conscientização das gestantes sobre a necessidade e benefícios do aleitamento materno, que deve acontecer desde a gestação e ser incentivada até os dois anos ou mais.
Outro ponto foi sobre a alimentação complementar, necessária a partir dos seis meses, com introdução de outros alimentos, como papinha de frutas e salgada. “Abordei o assunto com a equipe porque é a enfermeira e o ACS quem tem o contato direto com a gestante e puérpera, nas casas das famílias e devem falar a mesma língua. Então é nesse momento que as mães devem ser orientadas a oferecer comida de verdade”, informou a nutricionista, que treinou ainda as equipes das unidades de Caxias e Carmo.
Segundo Viviane, o município está se preparando para buscar o título de ‘Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil’ (Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável no SUS), que tem como objetivo qualificar o trabalho dos profissionais da atenção básica com o intuito de reforçar e incentivar a promoção do aleitamento materno e da alimentação saudável para crianças menores de dois anos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Galeria de Fotos