Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Saúde de Quissamã inicia Campanha Municipal de Luta Contra a Tuberculose

A secretaria de Saúde de Quissamã, por meio do Programa de Hanseníase e Tuberculose, dará início na próxima segunda-feira (21), a Campanha Municipal de Luta Contra a Tuberculose – março é o mês de mobilização e conscientização – com o objetivo de intensificar as medidas de prevenção e realizar busca ativa de novos casos da doença no município e ampliar o acesso ao tratamento da doença. A iniciativa seguirá até o dia 31 deste mês.
As Unidades de Saúde da Família – USF receberão atividades educativas de segunda a quinta (24). A campanha contará ainda com a distribuição de folders nos locais e divulgação em meios de comunicação.
No dia 23, a partir das 7h, na sede da secretaria de Transportes (barracão), a enfermeira responsável pelo programa, Ruthméia Nunes, ministrará palestra sobre a tuberculose, levando conhecimento sobre a transmissão, prevenção e tratamento para os profissionais do setor de obras e limpeza urbana.
A tuberculose é uma doença provocada pelo Bacilo de Koch – um microrganismo que ataca, sobretudo, os pulmões, mas que pode ocorrer também em outras partes do corpo, como ossos e rins. Tosse por mais de três semanas, acompanhada ou não de febre, suor noturno, falta de apetite, perda de peso, cansaço ou dor no peito, são sinais de alerta.
“Pessoas que estejam apresentando estes sintomas devem buscar o quanto antes a unidade de saúde mais próxima da sua residência, para investigar o que está acontecendo. O diagnóstico é realizado principalmente pelo exame de escarro. Em caso positivo, o paciente deve iniciar o tratamento e mantê-lo por um período mínimo de seis meses, sem interrupção, mesmo que os sintomas tenham desaparecido”, afirmou o infectologista Marcus Vinicius Miranda.
No dia 24, serão duas atividades. A primeira no Centro de Saúde Benedito Pinto das Chagas, às 9h. O infectologista da rede Marcus Vinícius, a enfermeira do programa Ruthméia, e a assistente social Isabel Alves participarão de uma roda de conversa para os profissionais da saúde das USFs. A segunda atividade será a mesma dinâmica com os profissionais do Hospital Municipal Mariana Maria de Jesus – HMMMJ e da Saúde Mental.
Encerrando a campanha, na quinta-feira (31), a partir das 8h, no CRAS – Centro de Referência de Assistência Social de Barra do Furado, ocorrerá a última palestra sobre tuberculose, aberta a população. A abordagem do assunto vai ser feita pela enfermeira Ruthméia e a assistente social, Isabel.
“A importância de diagnosticar a doença em sua fase inicial é a de que quanto antes iniciar o tratamento, menor a possibilidade de contaminar outras pessoas”, explicou a enfermeira Ruth, que ainda afirmou que com 20 dias de medicação, já é possível perceber a diminuição dos sintomas da doença, além de não haver mais o risco de contaminação.

Galeria de Fotos