Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Saúde de Quissamã faz recadastramento dos usuários diabéticos

A Estratégia de Saúde da Família de Santa Catarina, em parceria com o Programa Municipal Hiperdia, realizou nesta quinta-feira (01), a primeira etapa do recadastramento dos usuários diabéticos, com o propósito de intensificar cada vez mais, o conjunto de ações de promoção de saúde, prevenção, diagnóstico e tratamento dos agravos da diabete. A segunda, ocorrerá dia 14 de julho.
O Pé Diabético está entre as complicações mais frequentes do Diabetes Mellitus (DM) e suas consequências podem ser dramáticas para a vida do indivíduo, desde feridas crônicas e infecções, até amputações de membros inferiores. O exame periódico dos pés é importante para a identificação precoce das alterações existentes e a definição do tratamento.
A equipe formada pela médica Jaqueline Schmidt, a enfermeira Suzana Almeida e a nutricionista Bruna Manhães, avaliou os pés dos pacientes. Foi aferida a pressão arterial (PA), teve a investigação dos fatores de risco, orientação tanto sobre a doença, quanto alimentação saudável e o uso regular dos medicamentos prescritos. A gerente da unidade, Juliete Gonçalves, também participou da ação.
“Esse tipo de ação é muito importante, pois nos ensina a lidar com a diabete. É uma doença que causa dor se não for bem cuidada. Hoje aprendi que reduzir o consumo de sal, açúcar e gordura, praticar exercícios físicos regularmente e manter o peso controlado, vão me ajudar”, afirmou Marlene do Espírito Santo Ribeiro.
Por meio da atualização cadastral realizada pelos profissionais da rede básica, o diagnóstico e a vinculação do paciente às unidades de saúde para tratamento e acompanhamento, promove a reestruturação e a ampliação do atendimento resolutivo e de qualidade para os portadores dessa patologia.
“Fazer uma busca ativa desses pacientes com um olhar multidisciplinar, mostra a importância de um cuidado integral, visto que o tratamento não é apenas medicamentoso. As mudanças no estilo de vida são fundamentais para o controle da glicemia e prevenção de complicações comuns nesse grupo, como amputações, lesões renais, complicações visuais”, afirmou a Coordenadora do Programa Hiperdia, Camille Ramos.

Galeria de Fotos