Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Saúde capacita profissionais da USF de Machadinha

Todos os profissionais das Unidades de Saúde da Família – USF de Quissamã, estão participando de uma capacitação ofertada pela secretaria de Saúde, com o intuito de aprimorar cada vez mais, o trabalho para apoiar a amamentação. Nesta quinta-feira (7), foi a vez da equipe que compõe a USF de Machadinha.
A qualificação dos colaboradores da Saúde, aborda a Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável no SUS – Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil (EAAB). Tem como objetivo, qualificar o processo de trabalho dos profissionais da atenção básica sobre a “Rede Amamenta”, os fluxos, protocolos e segmentos.
Com a iniciativa, a secretaria de Saúde pretende estimular a promoção do aleitamento materno e da alimentação saudável para crianças menores de dois anos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A nutricionista Bruna Manhães contou que realizou uma atividade que ensina como ocorrem os 12 passos da introdução alimentar de acordo com a Organização Mundial de Saúde – OMS.
Bruna afirma ainda, que o recomendado é o aleitamento materno exclusivo, até a criança completar seis meses, quando deve ser iniciada a introdução gradativa de novos alimentos, de preferência sólidos, fase chamada de alimentação complementar. Oferecer alimentos in natura ou minimamente processados, além do leite materno, a partir dos 6 meses.
Apesar da prática da amamentação ter aumentado no Brasil, sua duração ainda está abaixo do recomendado. Um agravante é o fato de as crianças estarem sendo expostas muito cedo aos alimentos ultraprocessados, que prejudicam a saúde. A exposição a esses produtos têm ocorrido já nos primeiros anos de vida, com consumo de pouca variedade de alimentos saudáveis, como frutas e verduras ou minimamente processados.
A nutricionista reforça a necessidade de investir em ações relacionadas ao aleitamento materno e a introdução da alimentação tanto adequada, quanto saudável para a população brasileira. A má alimentação está no topo do ranking dos fatores de risco relacionados à carga global de doenças que mais contribuem para a mortalidade, ocupando a segunda posição.
Doze passos para a alimentação saudável da criança menor de dois anos:
1. Amamentar até dois anos ou mais, oferecendo somente o leite materno até seis meses.
2. Oferecer alimentos in natura ou minimamente processados, além do leite materno, a partir dos seis meses.
3. Oferecer à criança água própria para o consumo em vez de sucos, refrigerantes e outras bebidas açucaradas.
4. Oferecer a comida amassada quando a criança começar a comer outros alimentos além do leite materno.
5. Não oferecer à criança até dois anos de idade açúcar nem preparações ou produtos que contenham açúcar.
6. Não oferecer à criança alimentos ultraprocessados.

7. Cozinhar a mesma comida para a criança e para a família.

8. Zelar para que a hora da alimentação da criança seja um momento de experiências positivas, aprendizado e afeto junto da família.

9. Prestar atenção aos sinais de fome e saciedade da criança e conversar com ela durante a refeição.

10. Cuidar da higiene em todas as etapas da alimentação da criança e da família.

11. Oferecer à criança alimentação adequada e saudável também fora de casa

12. Proteger a criança da publicidade de alimentos.

Galeria de Fotos