Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Resultados demonstram que objetivos da Educação começam a ser alcançados

A secretaria de Educação de Quissamã continua investindo na qualificação da equipe e também na oferta de opções para os alunos da rede municipal. Para o secretário Róbisson Serra, os números mostram o desenvolvimento que acontece na área e comprovam que os resultados começam a ser obtidos, mesmo com todos os problemas encontrados no início da administração.
São cerca de 4.200 alunos matriculados, da creche ao 9º ano, nas escolas da rede municipal; 150 alunos no Ensino de Jovens e Adultos – EJA; 60 bolsistas – entre universitários e alunos do ensino médio; aproximadamente 120 estudantes universitários com transporte garantido para as cidades de Macaé e Campos dos Goytacazes. Também houve avanço significativo na Educação Inclusiva, que atende a 170 alunos, com a elaboração da documentação oficial exigida pelo MEC e trabalhos de conscientização da sociedade; palestras para formação continuada de professores, auxiliares e cuidadores. Outro ponto de destaque é a articulação da política da Educação Quilombola, que foi apresentada à comunidade de Machadinha, em maio, e a reestruturação da grade curricular do EJA.
“O mais importante é que conseguimos iniciar o ano letivo em fevereiro, oferecendo espaços recuperados e prontos para receber alunos e equipe de trabalho. E nessa fase, entregamos 50 kits de informática – compostos por computador, no break e impressora – para as secretarias de nossas unidades escolares; pegamos uma frota de 12 ônibus, três micro-ônibus, duas vans e uma kombi, todos sucateados e com pneus carecas, e já conseguimos colocar em funcionamento, inclusive regularizando a documentação que estava atrasada, desde 2010. Retomamos e ordenamos o transporte universitário, que estava parado desde maio de 2016 e renegociamos mais de 3 milhões em dívidas com diversas instituições de ensino, referentes às bolsas de estudo”, esclareceu Róbisson.
Outro ponto destacado pelo secretário foi o desfile no aniversário da cidade. “Fizemos um evento maravilhoso, eu não me lembro, nesses anos todos de magistério, de um desfile com adesão tão grande da população. Acertamos no formato, no horário e tudo foi perfeito”.
O Ensino e Aprendizagem Docente, curso de capacitação continuada de ensino e aprendizagem para os docentes, que ocorre mensalmente, foi implementado e, criada a Escola de Gestores, que é a capacitação para os diretores, de 240 horas, para que os mesmos possam potencializar suas atuações nas escolas.
Na matriz curricular foram implementados componentes enriquecedores, como o letramento em linguagem e letramento matemático, onde trabalham com oralidade e leitura, fazendo um reforço dessa prática, por observar um número grande de alunos com dificuldades na escrita, na leitura e, consequentemente, na questão da matemática que exige raciocínio lógico. Porque, se o aluno não consegue ler e entender, fazendo a interpretação do texto, não consegue se desenvolver na matemática.
Foram ainda mantidas parcerias, como a da Autopista Fluminense, com o Projeto Arteris, que permitiu que duas jovens alunas participassem de Fórum em São Paulo. Os Conselhos Escolares foram fortalecidos com intuito de fomentar as gestões, cada vez mais democráticas nas escolas. No que se refere aos projetos, programas e convênios foi obtida, mais uma vez, a adesão ao Mais Educação, atendendo a cerca de 790 alunos, com oito unidades ampliando o tempo do aluno de 4h para 7h dentro da escola.
Além disso, através do Programa Dinheiro Direto na Escola – PDDE Interativo, 14 unidades receberam verbas, a fim de colocar em prática o plano de ação elaborado pela comunidade escolar para minimizar as dificuldades de aprendizagem dos alunos. Por meio do PAR – Planos de Ações Articuladas, solicitamos ao MEC recursos materiais para as escolas. E, ainda com recursos oriundo do PAR, recomeçaremos a obra da creche do Sítio Quissamã, para atender ao deficit atual de vagas, o que será uma conquista do Governo. Outra grande conquista será a inauguração do Sentrinho, que funcionará na Escola Municipal Professora Maria Elza C. Carneiro da Silva, em São Miguel, e atenderá crianças com necessidades especiais.
No quesito alimentação balanceada dos alunos, muito se vem desenvolvendo. Uma das conquistas nas creches é quando, uma vez por mês, os pequenos alunos têm acesso a um ‘bandejão’ e eles mesmos escolhem o alimento que colocam no prato, com a oferta de feijão, arroz, proteína, legumes, verduras e frutas. E o diferencial desta alimentação foi, inclusive, assunto de trabalho de conclusão de curso de uma nutricionista que estagiou na Prefeitura, que comprovou a qualidade das refeições servidas.
E, ainda, superando as recomendações do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE – Quase 50% da merenda já é ofertada pelos agricultores familiares de Quissamã, o que fez o município ser selecionado na primeira fase do concurso do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE – “Boas Práticas de Agricultura Familiar Para Alimentação Escolar”. Por trás de cada prato há o trabalho e as mãos de muitos profissionais: as merendeiras, nutricionistas, a equipe da Agricultura e os produtores rurais, entre outros tantos, que atuam na importante missão de alimentar os alunos.
A Coordenação de Ensino (Coden) está, segundo Róbisson, muito presente, levando as equipes a trabalhar com prazer. Tem ainda a equipe do Núcleo de Atenção ao Estudante (NAE), que vem oferecendo suporte técnico-pedagógico junto às equipes das escolas, seja através do rastreio das dificuldades e potencialidades de cada educando ou do contato e orientação às famílias dos mesmos.

Galeria de Fotos