Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Quissamã sedia eleição do Conselho de Saúde do Norte Fluminense para o triênio 2022-2025

Na tarde desta quarta-feira (23), Quissamã sediou o processo eleitoral para o Conselho de Saúde do Norte Fluminense, referente ao triênio 2022/2025. Realizado no Parque de Exposições Renato Queirós Carneiro da Silva, a plenária contou com a presença dos cinco municípios que concorreram aos cargos de Conselheiro Titular e Suplente.
Quissamã, Campos dos Goytacazes, Conceição de Macabu, São João da Barra e Carapebus participaram do pleito, tendo como eleitos para conselheiro titular, Paulo Valladares, o representante de Conceição de Macabu e conselheira suplente, Luciana da Silva Ribeiro, Presidente do CMSQ – Conselho Municipal de Saúde de Quissamã.
Luciana falou sobre a lisura e importância do processo. “Juntos, somando forças, teremos condições de lutar pelos direitos e deveres da região, para obtermos cada vez mais conquistas”, afirmou a atual presidente do CMSQ e a mais nova Conselheira Suplente Conselho de Saúde do Norte Fluminense.
O cronograma eleitoral a fim de que os conselhos escolhessem seus representantes, teve a presença de dois membros da Comissão Eleitoral que acompanharam o processo e confeccionaram o respectivo registro do evento. Flávio Campos, secretário-executivo do Conselho Estadual de Saúde e coordenador da Comissão Eleitoral e Márcio Berman, membro da Comissão Eleitoral Estadual de Saúde.
As Plenárias puderam ser observadas pela sociedade civil, representantes dos movimentos sociais de usuários do SUS, dos profissionais de saúde, dos prestadores de serviços da área, da comunidade LGBTQIA+, mas só tiveram direito à voz e voto os representantes dos conselhos habilitados previamente. Magno Rocha, de Macaé, Conselheiro Estadual de Saúde e representante da Região Norte de Saúde do Estado, propôs que o evento fosse em Quissamã para prestigiar o município.
Também participaram do evento, a subsecretária de Saúde, Sabrine Pereira, a vereadora Simone Flores e o vereador Aílson Barreto. Vale ressaltar que CSM é um órgão deliberativo que têm capacidade de decisão e de caráter permanente. Têm como função formular estratégias para as políticas públicas de saúde, assim como realizar o controle e execução de tais ações nas instâncias correspondentes (o que inclui fiscalização de aspectos econômicos e financeiros).

Galeria de Fotos