Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Quissamã recebe equipe da UERJ para visita técnica em pontos turísticos

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo de Quissamã recebeu, nesta semana, a equipe da UERJ – Universidade Estadual do Rio de Janeiro. O órgão compareceu ao município para conhecer os pontos turísticos e verificar algumas localidades que tenham potencialidade, com a finalidade desenvolver o atlas das paisagens rurais do Estado do Rio de Janeiro. Essa ação vem ao encontro do trabalho realizado pelo Programa Viver Quissamã, que vem sendo impulsionado desde 2021.
O grupo composto pelo professor do IGEOG – Instituto de Geografia, Gláucio José Marafon, os geógrafos Carlos Augusto dos Santos Silva e Sérgio Monzato de Freitas Júnior, representantes das secretarias de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca, Raphaella Marques e de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Danielle Feyo, visitaram a Fazenda Machadinha, Sitio Agroecológico, São Geraldo, Sitio Irmãos Ferreira, Vem do Verde, Rancho Mota e Fazenda Jogoroaba, Fazenda São Manoel, a Casa Mato de Pipa, Cachaça 7 Engenhos e Fazenda São Miguel.
“Realizamos visitas técnicas para verificar alguns pontos com capacidade e outros que já recebem visitantes nas propriedades, realizando o turismo de experiência. Em termos paisagísticos, o município tem passado por grandes mudanças, pois há 15 anos, tinha uma paisagem predominantemente com plantações de cana-de-açúcar. Com a mudança, observamos atualmente uma diversidade de produções, produtos e uma potencialidade muito grande nas zonas rurais, o que pode proporcionar renda complementar aos proprietários e produtores”, explicou Gláucio.
A UERJ está desenvolvendo o Atlas das paisagens rurais do Estado do Rio de Janeiro, por município. O intuito é que sejam georreferenciadas as propriedades visitadas e fotografadas para entrarem no Atlas, que terá o formato digital. A ideia é que os interessados cliquem no município de Quissamã e sejam direcionados às propriedades a fim de obterem mais informações, como localização, dias e horários de visitas, agendamento, valores, etc.
Gláucio complementou sua fala: nada impede que no futuro, outras propriedades sejam incluídas no projeto, já que visamos estimular o turismo de experiência tanto no Rio de Janeiro, quanto no Brasil e propiciar ao cidadão fluminense, acesso a essas propriedades. “Foi um trabalho muito rico no sentido de mostrar essa diversidade paisagística que Quissamã apresenta em termos de produção rural”. Em breve, faremos o lançamento num evento virtual, com a participação dos municípios e está sendo organizado em parceria com o Fórum de Desenvolvimento da ALERJ – Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e também está prevista uma exposição no prédio do poder legislativo”.
Segundo Danielle, o atlas digital será atualizado à medida que mais proprietários e produtores tenham interesse de participar. “Quissamã tem uma característica rural marcante que nos possibilita vivenciar a vida da roça, cheia de histórias e tradições, à beira mar e das lagoas, nos proporcionando uma experiência memorável ao Viver Quissamã. Esse tipo de turismo vem crescendo no Brasil onde as pessoas têm buscado cada vez mais experiências que remetam às suas origens e ao contado com a natureza, sendo dividido em três segmentos principais que são: o “bem-estar”, que envolve o ecoturismo, práticas esportivas e atrativos naturais, o “turismo rural”, que são as fazendas, propriedades, produtores rurais e artesanato e por último, o “histórico cultural étnico”, que envolve a história em si, as manifestações e tradições culturais.
Gláucio agradeceu a equipe da Secretaria Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo: “Obrigado por nos receber tão bem e nos apresentar as belezas que a cidade proporciona”.

Galeria de Fotos