Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Quissamã lança Papo de Menina

A evasão escolar temporária de estudantes meninas da rede municipal de ensino levou ao debate o tema “pobreza menstrual”, em Quissamã. Nesta quarta-feira (16), foi realizada uma roda de conversa para tratar o assunto que embasa o projeto de lei “Papo de Menina”, da Prefeitura de Quissamã, que prevê a distribuição mensal de dois pacotes de absorvente higiênico e um sabonete íntimo. Na rede municipal, o projeto pode beneficiar 1,4 mil meninas em idade menstrual matriculadas do segundo segmento do Ensino Fundamental à EJA (Educação de Jovens e Adultos).
A roda de conversa virtual foi conduzida pela prefeita Fátima Pacheco com a participação da secretária de Educação, Helena Lima; da deputada federal Soraya Santos; da enfermeira da ESF de Caxias, Vivian Albuquerque; da vereadora Simone Flores, e das estudantes da rede Sophia da Silva Azevedo e Mirella Leite da Silva.
“Falar de menstruação as vezes parece tabu, mas todos nós sabemos que menstruar é inerente à natureza feminina. Recentemente, uma diretora de escola identificou que um número significativo de meninas em sua unidade estava faltando as aulas. Ao buscar mais a fundo o porquê, identificou que era por falta de absorvente. Fizemos pesquisas que foram nos apontando que mulheres perdem o emprego, e meninas perdem a prova escolar. É importante a gente tratar esse assunto como saúde pública, inclusão social e cidadania – alertou a prefeita Fátima Pacheco, que anunciou que o projeto “Papo de Menina” será encaminhado à Câmara Municipal nos próximos dias.
A secretária Helena Lima destacou que quando a pasta elaborou esse projeto ficou evidenciada a importância de debater esse tema com os estudantes. “O projeto Papo de Menina é mais que distribuir absorvente, é levar informação à jovem, à mulher. Vamos debater o empoderamento feminino, saúde, violência e o futuro da mulher no mercado de trabalho”, completou a secretária.

Projeto inovador
De Brasília, a deputada federal pelo Rio de Janeiro, Soraya Santos, participou da roda de conversa por Skype. A parlamentar parabenizou Quissamã pela iniciativa.
“Em Brasília existe um projeto como esse motivado por um movimento de jovens nas redes sociais. Em todo o país, temos mais de 200 mil jovens em situação de pobreza, sem condições de comprar absorvente. Fico muito feliz em ver Quissamã tratando esse tema publicamente e como política pública, trazendo um pioneirismo na região”, frisou a deputada.
A enfermeira Vivian Albuquerque fez uma breve explanação sobre a transição biológica, psicológica e social da mulher. “Quanto mais a mulher conhece o seu corpo, mais ela se sente segura”, resumiu.
A vereadora Simone Flores classificou o programa como precursor na região. “O governo trata a questão com olhar abrangente, como política pública de verdade”, pontuou a vereadora.

Galeria de Fotos