Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Programa de Triagem Neonatal realiza teste do pezinho em Quissamã

Nos primeiros dias de nascimento, o bebê tem um importante compromisso: fazer o teste do pezinho. Em Quissamã, o exame faz parte do Programa de Triagem Neonatal (PNTN) e é ofertado a todos bebês nascidos ou residentes no município. A partir da análise em gotículas de sangue coletadas do calcanhar é possível identificar doenças metabólicas, genéticas e infeciosas. O atendimento é feito no Centro de Saúde Benedito Pinto das Chagas, todas as terças e quintas-feiras, das 8h as 12h, e por ordem de chegada. O teste é obrigatório e não precisa agendamento.
– O teste do pezinho é um dos exames de maior importância feito logo após o nascimento dos bebês, pois é possível diagnosticar seis tipos de doenças consideradas congênitas, ou seja, que não são adquiridas ao longo da vida, já nascem com elas – afirma a enfermeira e Coordenadora do Programa da Criança e do Adolescente e da Triagem Neonatal, Flávia Batista.
O teste do pezinho faz parte da triagem neonatal e engloba seis tipos de doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, síndrome falciforme, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e a deficiência de biotinidase. Segundo Flávia Batista, o exame pode ser realizado até 30 dias após o nascimento do bebê, mas o Ministério da Saúde preconiza que ele seja feito, preferencialmente, entre o terceiro e quinto dia de vida.
Para fazer o teste do pezinho, é preciso apresentar certidão de nascimento da criança, carteira de vacinação e documentação da mãe.
– O teste do pezinho é um dos exames de maior importância feito logo após o nascimento dos bebês, pois é possível diagnosticar seis tipos de doenças consideradas congênitas, ou seja, que não são adquiridas ao longo da vida, já nascem com elas. É dever dos profissionais de saúde zelar pelo bem-estar das crianças, mas é responsabilidade dos pais levarem os recém-nascidos para fazerem os exames – concluiu a coordenadora do Programa da Criança e do Adolescente e da Triagem Neonatal.
Os profissionais de Saúde também realizam a busca ativa, caso a criança que tenha nascido no município não compareça para a realização dos exames. Em Quissamã, de janeiro a abril deste ano, foram realizados 108 testes do pezinho e nenhum apresentou alteração genética. O resultado pode ser retirado no Centro de Saúde ou pelo site www.saude.rj.gov.br/laudos.

Galeria de Fotos