Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Programa de Assistência Veterinária atende pequenos produtores

O Programa de Assistência Médica Veterinária (PAMvet), implantado em março deste ano, segue oferecendo aos munícipes a castração gratuita de cães e gatos, palestras educativas e exames para diagnóstico de brucelose e tuberculose bovina. Nos últimos dias, em função da proximidade da Feira Agropecuária e Turística de Quissamã, foram realizados atendimentos aos pequenos produtores que participarão do Concurso Leiteiro. Além disso, por meio da secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca, a Prefeitura disponibilizou doses gratuitas de vacina contra a febre aftosa. Essa semana, a prefeita Fátima Pacheco e o vice-prefeito Marcelo Batista acompanharam o trabalho na localidade de Santa Rita.
A veterinária Luíza Barcelos explica a importância dos exames e da vacina. “A tuberculose e brucelose são duas doenças de caráter zoonótico, e podem ser passadas dos animais para o homem, por isso realizamos esses exames não só pela saúde do animal, mas com o objetivo principal de zelar pela saúde pública. Neste momento, o foco está no pequeno produtor. Tanto a vacina contra a aftosa, quanto os exames contribuem para que eles possam trabalhar cada vez mais com segurança com o gado”, explicou.
O procedimento para a castração está dividido em quatro etapas; sendo a primeira, o pré-cadastro; segunda, o agendamento para avaliação clínica e exames laboratoriais para avaliar as condições dos animais para fazerem as cirurgias; terceira, cirurgia e a quarta, pós-operatório.
O veterinário Fábio Guimarães falou sobre o procedimento. “Entre os meses de abril e julho já foram realizadas cerca de 100 cirurgias e 200 atendimentos. São feitos, em média, 24 cirurgias por mês e após a intervenção é necessário o repouso do animal, sendo de 10 dias no pós-operatório das fêmeas e 7 dias do macho”, explicou, ressaltando que além da assistência oferecida aos munícipes, a equipe está fazendo o levantamento e estudos epidemiológicos de zoonoses emergentes.
“Essa iniciativa é extremamente importante para o controle populacional dos animais de rua, mas também os domiciliares, comunitários e semidomiciliares, onde o objetivo é fazer não apenas o controle de zoonoses, mas também trabalhar a parte educativa para minimizar casos de maus tratos e abandono, que acabam dando origem a outros problemas”, enfatizou Fábio.
Os interessados em conhecer o Programa ou cadastrar os animais para a castração devem procurar a unidade de saúde mais próxima. No entanto, profissionais, reforçam que na primeira fase estão sendo atendidos animais cadastrados no dia do lançamento do PAMvet, ocorrido em 20 de março, no auditório da Prefeitura.

Galeria de Fotos