Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Primeira capacitação para os catadores de materiais recicláveis é ministrada nesta terça-feira (18)

A secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca em parceria com as secretarias de Saúde, Assistência Social, Obras, Serviços Públicos e Urbanismo e Comunicação Social, realizou na manhã desta terça-feira (18), no Tatersal do Parque de Exposições Renato Queiros Carneiro da Silva, palestra sobre Segurança e Prevenção para 25 catadores de materiais recicláveis cadastrados.

Marcelo Batista, vice-prefeito e secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca, acompanhou esse primeiro encontro e falou sobre a importância da aproximação da secretaria com os profissionais. “Eu estou aqui para dizer e reforçar que o trabalhado realizado por vocês é de extrema relevância para o meio ambiente, pois cada papelão recolhido das ruas, é menos uma árvore cortada. Se apropriem dessa importância”, declarou.

Atrás de cada catador existe uma história de superação e determinação, muitas vezes marcadas por situações de descriminação e exclusão, mas com a esperança e persistência daqueles que nos mostram que o ser humano deve ser respeitado em toda e qualquer circunstância. É com o trabalho do catador que muitas famílias são sustentadas, que estudos são custeados e sonhos realizados após muito esforço.

Maria Josete Costa, de 50 anos, é mãe solteira de seis filhos e também cuida dos seus seis netos.“É muito importante esse tipo de encontro, pois vemos que somos lembrados e valorizados. Quando os governantes se unem para nos capacitar, nos trazer informações importantes como a prevenção e o cuidado que devemos ter quando estamos trabalhando, vemos que o nosso trabalho é reconhecido e isso nos engrandece”, afirmou agradecida.

Lígia Nogueira, coordenadora do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social de Caxias, falou sobre o cadastro único que está disponível nas unidades. “Na hora da entrevista do CadÚnico, vocês precisam dizer que são catadores de materiais recicláveis. O papel de vocês é muito importante para o desenvolvimento do município. Acompanhando vocês de perto, poderemos lutar pelas garantias dos direitos de todos, propor uma política pública específica”, afirmou.

A secretária de Assistência Social, Tânia Regina dos Santos Magalhães, também esteve presente no evento. A capacitação contou com a equipe dos Programas da Saúde do Trabalhador e Programa IST/Aids e Hepatites Virais. Tanto Mayara da Paixão, coordenadora do primeiro programa, quanto Rosemeri Braga, enfermeira do segundo, falaram sobre a prevenção.

Pensando na prevenção dos catadores, durante a capacitação foram abordados assuntos relacionados as medidas de segurança necessárias que devem ser adotadas, como a utilização dos equipamentos de proteção individual, já que eles servem como uma barreira, que protegem a saúde e a integridade física do usuário contra os riscos do ambiente. Sem eles, o trabalhador se expõe diretamente, aumentando as chances de doenças e/ou acidentes ocupacionais.

“Vocês podem ter a doença e ela não se manifestar, então, é fundamental que todos cuidem da saúde. Previnam-se com as vacinas, como a da Hepatite B, que são dadas em três doses. Caso, ao pegar algum material, haja contato com agulha ou objeto perfuro cortante, se dirijam rapidamente para o hospital e expliquem o ocorrido para que as providências sejam tomadas”, explicou Rosemeri, que ainda complementou a informação dizendo que qualquer pessoa pode fazer o teste rápido nas USF’s – Unidades de Saúde da Família.

Manon Perdomo e Luiz Carlos Lopes, colaboradores do setor de meio ambiente, frisaram que anteriormente a essa capacitação, foi realizado um trabalho que visou identificar quem eram esses trabalhadores. Em seguida, realizaram o cadastro de percepção e perfil dos catadores de materiais recicláveis de Quissamã. Neste estágio, acontecerão etapas de capacitação. “Quando eles são abastecidos de informações, fica mais fácil até a comercialização dos materiais recolhidos nas ruas”, finalizou Luiz.

Galeria de Fotos