Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Prefeitura trabalha para minimizar danos da tempestade

Moradores de Quissamã se assustaram com tempestade no início da tarde de sábado (25). A chuva intensa e vento forte que atingiram alguns bairros do município, arrancaram árvores, tombaram postes, destelharam casas e, causando surpresa, trouxeram com eles uma chuva de granizo em pontos diversos da cidade. Também foram registradas interrupções no fornecimento de energia.
Atenta às necessidades da população, a prefeita Fátima Pacheco colocou equipe da prefeitura em ação e, logo que a chuva diminuiu, homens e máquinas se dirigiram aos locais mais atingidos para resolver os problemas e dar suporte aos moradores.
De acordo com o Coordenador da Defesa Civil, Marcos Alves, foram várias as ocorrências e todas foram atendidas de imediato, como a desobstrução da estrada próximo a Areal, sentido Barra do Furado, e do trecho do asfalto entre Santa Catarina e Machadinha, que ficou totalmente fechada pela grande árvore que caiu. Também houve queda de uma palmeira no Museu Casa Quissamã.
“A equipe está trabalhando desde ontem à noite, combatendo uma queimada criminosa na Ilha da Fantasia, na Praia de João Francisco. Ficamos das 21h de sexta-feira (24) à 1h de hoje. E hoje o fogo voltou e teve de ser combatida das 14h as 16:30h, com apoio da Guarda Municipal. E então, começamos a atender às demandas da tempestade”, explicou Alves.
Outra equipe que está atuando hoje é a da Secretaria de Agricultura, sob o comando do secretário João Carlos Pinto – João de Nilo. “Estamos aqui com funcionários e duas retroescavadeiras para ajudar a resolver os problemas ocasionados pela chuva forte e a ventania que atingiu a cidade”.
Cidadãos informaram que padrões de relógios caíram e transformadores estouraram e, a equipe que auxilia nos trabalhos acionou a Ampla. A Guarda Municipal está guardando os locais que oferecem riscos às pessoas. Na sequência, o grupo de trabalho foi verificar informes de muros caídos, casas destelhadas e pontos de alagamento na área central.

Galeria de Fotos