Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Prefeitura legaliza transporte intramunicipal

A população de Quissamã passa a contar a partir desta quarta-feira (22), com oito linhas intramunicipais de passageiros, com quatro ônibus, três vans e uma Kombi. O menor preço será R$ 2 (Centro e bairros próximos) e o maior R$ 5 (localidades mais distantes, como Barra do Furado, Machado e Visgueiro). Os veículos vão circular de segunda a sexta-feira, em três horários. Nos finais de semana, o serviço ficará restrito à praia de João Francisco. O decreto que regulamenta a execução do serviço foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira (21), com prazo de 180 dias, podendo ser prorrogado por mais 180 dias. As linhas criadas são:
Linha 1 – Rodoviária-Centro, Rodoviária-Penha, Rodoviária-Olhos DÁgua, Rodoviária-Canto de Santo Antônio, Rodoviária-João de Nilo, Rodoviária-Morro Alto, Rodoviária-Pindobas e Rodoviária-ZEN (6h, 11h, 17h15);
Linha 2 – Rodoviária-Praça Central, Rodoviária-Carmo, Rodoviária-Conjunto Luiz Gonzaga, Rodoviária-Engenho Central, Rodoviária-São José, Rodoviária-Alto Grande, Rodoviária-Estrada do Meio, Rodoviária-Canto de Santo Antônio, Rodoviária-Penha e Rodoviária-Praia (6h, 11h30 e 17h30);
Linha 3 – Centro-Santa Catarina, Centro-Boa Vista, Centro-Mutum, Centro-Machadinha e Centro-Santa Luzia (7h30, 9h, 10h30, 12h, 15h30 e 17h);
Linha 4 – Farinha Seca-Centro, Flexeiras-Centro e Barra do Furado-Centro (6h20, 10h30 e 16h);
Linha 5 – Centro de Especialidade-Praça Central, Centro de Especialidade-Carandiru, Centro de Especialidade-Machado (6h, 12h e 17h);
Linha 6 – Rodoviária-Praça Central, Rodoviária-Carmo, Rodoviária-Penha e Rodoviária-Praia (7h, 11h e 15h);
Linha 7 – Centro-Beira da Lagoa, Centro-Bacural, Centro-Santa Luzia, Centro-Mutum, Centro-Boa Vista (7h, 11h30, 13h30 e 17h);
Linha 8 – Centro-Visgueiro (8h e 15h30)
De acordo com a Coordenadoria Especial de Transportes, os veículos têm documentação de licenciamento do Detran-RJ, e serão vistoriados trimestralmente, como estabelece o decreto. Eles também deverão utilizar um sistema de monitoramento de frota e seguro, entre outros serviços. Já a organização, controle e fiscalização dos veículos caberá à coordenadoria.
— Os moradores terão a partir de agora como circular entre os bairros e localidades, pagando tarifas bem menores. De acordo com a demanda serão criados novos horários — explicou o coordenador, Fábio Castro.

Galeria de Fotos