Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Prefeitura inicia pagamento do passivo do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneraçãoda Educação em abril

Os professores da rede municipal de ensino de Quissamã receberão a primeira parcela do passivo referente ao Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração no mês de abril. O anúncio foi feito pela prefeita Fátima Pacheco, acompanhada das secretárias de Educação, Helena Lima, e de Fazenda, Simone Moreira, nesta segunda-feira (22). A implementação do plano estava estagnada por mais de 10 anos e foi realizada pela Prefeitura de Quissamã em 2020, que por conta do início da pandemia da Covid-19 não pôde iniciar os pagamentos à época. O programa tem como objetivo a valorização e o ajustamento funcional dos profissionais da Educação. O município conta com cerca de 500 professores.
“Nós implementamos em 2020 o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos professores, que não pôde ser pago na época, por conta do início do período de enfrentamento à pandemia. Em janeiro de 2021, fizemos o enquadramento da categoria, que vamos pagar regularmente e, agora, em 24 vezes, vamos liquidar o passivo. Queremos agradecer a todos da Educação, que junto conosco, faz esse trabalho de excelência”, disse a prefeita Fátima Pacheco, complementando que só é possível dar passos largos, graças ao trabalho coletivo, o planejamento orçamentário e a busca de recursos novos oriundos de Brasília.
O enquadramento, dentro de um Plano de Cargos e Salários, é a adequação do salário do funcionário compatível com o cargo que ocupa e a função que exerce. Para atender os pedidos da classe, a Prefeitura de Quissamã iniciou as discussões sobre o projeto em 2018, através de uma comissão formada por professores para a revisão e atualização da proposta. Isso foi necessário, pois desde de 2006, existia um Plano de Cargos e Salário aprovado, mas que não tinha sido implementado em sua totalidade, o que gerou perdas para a categoria.
“Atrelar infraestrutura, questões pedagógicas, e valorização do profissional é investir para uma educação pública de qualidade. Quem ganha neste processo são os nossos alunos”, completou Helena Lima.

Galeria de Fotos