Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Prefeita recebe representantes da Associação Empresarial e apresenta números do orçamento

O presidente da Associação Empresarial, Anderson Barcelos, e membros dos associados foram recebidos na sala de reuniões, na manhã dessa quinta-feira (16), pela prefeita Fátima Pacheco, acompanhada dos secretários de Fazenda, Simone Moreira; de Assistência Social, Tânia Magalhães; e de Governo, Márcio Pessanha; além do coordenador de Turismo, Luiz Carlos Fonseca.
Na pauta, as inquietações dos empresários em desmistificar a ideia que alguns seguimentos da sociedade têm que os preços praticados na cidade são mais caros, a pouca valorização dos eventos realizados, seja pelo comércio ou pelo poder público, o que muitas vezes desmotiva a realização dos mesmos. Outro ponto abordado foi o pagamento a quem fornece à prefeitura.
“A cidade enfrenta dificuldade financeira. Não existe milagre. E, por isso, precisamos nos ater ao que é possível fazer para ajudar o comércio a crescer, já que sabemos que é o segundo maior empregador no município. Tivemos uma reunião na Agência Nacional de Petróleo – ANP e a expectativa é que a arrecadação de 2018 não seja muito maior do que a desse ano. Mas já vivemos o fundo do poço e, agora, é começar a subir”, esclareceu. Ela também falou sobre a questão do vale-alimentação dos servidores e que existe a intenção, futuramente, de flexibilizar o uso do mesmo, permitindo que seja liberado para uso em farmácias e demais comércios do município.
Durante o encontro Simone apresentou um panorama rápido do orçamento municipal, com planilhas de valores repassados ao município entre os anos de 2005 e 2017 e as projeções para 2018. “Vamos dar início a uma campanha de esclarecimento educativo sobre a necessidade de regularização dos alvarás e avançar na regulamentação para que as compras sejam realizadas pela Lei Geral da Micro e Pequena Empresa de Quissamã, prestigiando o pequeno produtor e o comércio local nas compras do Governo”, informou.
A secretária falou, ainda, sobre a necessidade da prefeita manter as idas a Brasília, porque somente com as verbas federais obtidas é que tem sido possível complementar a receita do município e manter tudo funcionando.
Outro ponto abordado foi sobre o desenvolvimento turístico do município, que poderá trazer desenvolvimento e movimentar o comércio. Hoje são três produtos disponibilizados: o Circuito Étnico, o Ecológico e o Histórico. “Hoje trabalhamos com o turismo pedagógico e temos cerca de 400 visitantes por mês. Nosso objetivo é trazer o turista que pernoite, que se hospede em Quissamã, trazendo maior volume de dinheiro, que será gasto na hospedagem, na alimentação e no comércio em geral”, explicou Luiz Carlos.

Galeria de Fotos