Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Pedofilia na pauta de encontro promovido pela Assistência

Uma roda de conversa sobre pedofilia, com apresentação do panorama da violência sexual infantil, casos e identificação do abuso e formas de prevenção, entre outros pontos, foi realizada na manhã desta quinta-feira (26), no auditório da Prefeitura de Quissamã. O encontro, organizado pela secretaria municipal de Assistência Social, teve a participação da coordenadora regional da Campanha “Todos contra a Pedofilia”, Érica Rodrigues.
Para um auditório repleto de mulheres, Érica falou do trabalho que vem desenvolvendo com o objetivo de conscientizar sobre o abuso e exploração sexual infantil. “Queremos ajudar na prevenção, porque até 12 anos o índice de abuso intrafamiliar é muito alto. Observamos que é o ambiente mais propício para isso acontecer, tendo como abusador, mutas vezes, o pai, o padrasto, o avô, o irmão ou o primo. São pessoas que acabam se aproveitando de estar muito tempo com a criança e acabam cometendo o crime”, explicou.
A coordenadora da Campanha “Todos contra a Pedofilia” falou ainda da importância da Prefeitura ter o olhar para a população e discutir o tema, porque assim é possível falar de forma esclarecedora para a população sobre os cuidados que se deve ter em casa com as crianças, que tipo de informação é interessante repassar, porque a vítima de abuso desenvolve vários traumas e complexos, deixando sequelas que vão precisar de tratamento ao longo da vida. Outras participantes da Roda de Conversa foram coordenadora do Centro de Referência da Assistência Social (Creas), Flávia Lúcia Eduardo, e a assistente social Ligia Nogueira.
“A ideia é trazer para nosso público, principalmente as mulheres, que este é um assunto que tem de ser colocado de forma clara para as famílias. Porque isso existe, é uma violência, um crime que precisa ser denunciado. Nossas crianças precisam ser protegidas e a primeira proteção deve vir de dentro de casa, da própria família”, ressaltou a secretária de Assistência Social, Tânia Magalhães.

Galeria de Fotos

Seu Cadastro foi enviado com sucesso e será analisado por nossa equipe.