Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Município alerta para prevenção e combate ao Aedes aegypti

No momento em que o Estado do Rio de Janeiro enfrenta aumento de registros de chikungunya e as autoridades alertam para um surto, principalmente em cidades do interior, Quissamã tem conseguido manter sob controle os casos de arboviroses e conta com apenas seis ocorrências da doença (sendo apenas um contraído na cidade) e um caso de dengue confirmados. Atenta à situação, a Prefeitura, por meio da secretaria de Saúde, segue com medidas preventivas no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.
Entre as ações realizadas no município, em 2019, estão: manutenção das reuniões do Comitê Gestor de Mobilização contra o Aedes aegypti, para operacionalização do Plano de Contingência das Arboviroses; realização do levantamento de Índice Rápido do Aedes (LIRA), realizado este ano entre 3 e 9 de fevereiro, com resultado de 0,3%, e outro realizado entre 6 e 10 de maio, com resultado de 0,9%, ambos abaixo de 1%, conforme preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS); realização de 22.411 visitas domiciliares; 252 visitas a pontos estratégicos; 28 atividades de Prevenção e Promoção em Saúde; uso racional de inseticidas; realização de visitas em horário alternativo; distribuição de repelentes; adoção de insumos e equipamentos necessários ao controle das arboviroses nos diversos setores da Saúde.
“Temos intensificado as ações de visitas domiciliares e por meio de uma parceria com a secretaria estadual de Saúde estamos fazendo a distribuição de repelentes para a população em todas as Unidades de Saúde da Família e nas ações do Programa Saúde Vai Até Você. Ao todo, 10 mil repelentes serão distribuídos aos munícipes. Além disso, temos reforçado os mutirões nos bairros”, explicou a secretária de Saúde, Simone Flores.
O coordenador de Vigilância em Saúde, Leonardo Barcelos Chagas, ressalta que a participação da população é fundamental no controle do mosquito que transmite as arboviroses e alerta para os cuidados que os munícipes devem ter ao viajar para cidades com maior incidência das doenças.
“A prevenção é importante e os cuidados diários devem ser redobrados. É importante destacar que a população não deve descuidar do quintal, sendo necessário verificá-lo, pelo menos, uma vez por semana, em busca de possíveis criadouros. Também é fundamental que após essa chuva a população passe um pente fino ao redor da residência e, caso necessário, faça contato com a Vigilância de Saúde, através do telefone 2768-2209. Contamos com a participação da população para que possamos manter esse controle, que é importante para manter a saúde do nosso município em dia”, enfatizou Leonardo.
De acordo com informações emitidas pelas autoridades federais e estaduais do setor, este ano, até 4 de maio, foram registrados 675.174 casos prováveis de dengue no país, um aumento 403,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 134.048 casos. A incidência, que considera a proporção de casos em relação ao número de habitantes, tem taxa de 323,8 casos/100 mil habitantes.

Galeria de Fotos