Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Minissérie será gravada

A atriz Laíse Câmara, da série “Os 10 Mandamentos”, a diretora de arte, Mary Schott e o diretor de fotografia, Maurício de Paula visitaram Quissamã na manhã deste sábado (18), para conhecer o município que terá locações de uma minissérie, com base no conto “Lulu Bergantim não atravessou o Rubicon”, do romancista José Cândido de Carvalho, o mesmo autor de “O Coronel e o Lobisomem”.
Os profissionais da produção de audiovisual foram recebidos durante um café da manhã, no Centro Cultural Sobradinho, pela prefeita Fátima Pacheco e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Arnaldo Mattoso, além dos coordenadores especiais de Turismo, Luis Fonseca; e de Cultura e Lazer, Oscar Luiz.
De acordo com a colaboradora do projeto, Patrícia Cordeiro, serão cinco episódios com possibilidade de se transformar em filme, já que o trabalho com direção de Ajax Camacho, da série “O Rico e Lázaro”, será rodado em película de filme. “Além de enaltecer a literatura da nossa região, vai enaltecer também a cidade de Quissamã. No encontro com a prefeita, que tem uma visão ampla de divulgar sua cidade através da cultura e da produção audiovisual, viemos mostrar como será o nosso trabalho”, explicou.
O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Arnaldo Mattoso, disse que, Quissamã tem várias vertentes para se tornar um polo cenográfico. “Temos muitos aspectos, a restinga, o mar, o interior, o patrimônio histórico, a cultura popular e a Lagoa Feia, conseguindo simular diversos cenários em um único lugar”, lembrando que já foram gravadas no município, a série “Brava gente”, da TV Globo, entre 2000 e 2003, “O Coronel e o Lobisomem”, além do filme “Maria, Mãe de Jesus”.
A prefeita Fátima Pacheco destacou que as portas do município estão abertas para a cultura. “As nossas potencialidades são muito grandes. Estamos construindo um novo tempo, para que todos possam ter acesso à cultura e à informação”, concluiu.
CONTO – “Lulu Bergantim não atravessou o Rubicon”, reúne mais de 150 pequenas histórias editadas em 1971, muitas delas originalmente publicadas em O Jornal, onde o escritor assinava a seção “Diário de JCC”. Nos textos é apresentado ao leitor um dos mais vastos painéis de tipos brasileiros já reunidos. Lulu Bergantim, do conto que dá nome ao livro, por exemplo, não atravessou o Rubicon, mas fugiu do hospício e se elegeu prefeito. O melhor prefeito já visto em Curralzinho Novo. Tão bom que mereceu até uma estátua. Dona Eucalística Pestana resolveu ficar viúva e serviu ao marido bifes à milanesa com farinha de caco de vidro. Só não podia esperar ser elogiada pelo tempero. Os tipos se multiplicam, algumas vezes picarescos, outras, populares, sempre extraídos do povinho do Brasil.

Galeria de Fotos