Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Medidas Socioeducativas discutidas em Seminário

O secretário de governo de Quissamã, Márcio de Oliveira Pessanha — representando a prefeita, Fátima Pacheco, que se encontrava no Rio de Janeiro participando de uma reunião sobre Segurança Pública — abriu na manhã desta quarta-feira (31), no anfiteatro da Prefeitura, o Seminário de Medida Socioeducativa promovido pelo Centro de Referência de Assistência Social (CREAS), vinculado à secretaria municipal de Assistência Social. A finalidade foi orientar o adolescente sobre ato infracional, incentivando-o a uma mudança de atitude, somente possível a partir de um trabalho pedagógico e psicossocial, com a participação também da família e da sociedade.
Na abertura foi exibido um vídeo com a cantora Beth Carvalho, retratando a situação do adolescente infrator no País. Além de palestra com a diretora da Escola de Gestão Socioeducativa do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), Janaína Abdalla, foram realizados painéis sobre experiências da coordenação de Esporte, Cultura e Lazer com a diretora da Divisão de Profissionalização do Degase, Aníria Dezedias; Medida Socioeducativa-Semiliberdade com o diretor do Criard de Macaé, Marcelo dos Santos e Experiências do CREAS no Atendimento Socioeducativo, com a equipe de Quissamã.
A diretora da Escola de Gestão Socioeducativa do Degase, Janaína Abdalla, disse que os adolescentes foram levados à muitas histórias de violência, produzida pela sociedade. “Que possamos trabalhar com esses jovens para que eles produzam amor, produzam a cidadania e trabalhando todos juntos”, ressaltou.
Já a secretaria municipal de Assistência Social, Tânia Magalhães, destacou a importância da família no processo socioeducativo. “A família é a base para que a relação seja construída ou destruída, em alguns casos. Precisamos ser parceiros e receber o apoio da família para que possamos trabalhar as medidas socioeducativas”, disse.
O secretário de governo, Márcio Pessanha lembrou que o seminário é uma preparação para a audiência pública, marcada para 5 de junho, organizada pelo Município com a presença de Martha Rocha, presidente da Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da Alerj, deputada estadual Zeidan e de representantes do Ministério Público e das Delegacias de Polícia da região. “É importante acreditar e dar oportunidade ao jovem. O trabalho da Educação, da Assistência e do Esporte também é fundamental para resgatar o adolescente, que vive em situação familiar desestruturada. O governo faz o dever de casa, com a inclusão e promoção desses jovens”, falou.
Participaram ainda do seminário que reuniu cerca de 180 inscritos, representantes do Conselho Tutelar, 130ª Delegacia de Polícia, secretarias de Educação, Saúde, Fazenda, Agricultura e das coordenadorias de Esporte e Juventude e de Segurança Pública, pais e adolescentes inscritos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da secretaria de Assistência Social de Quissamã, além dos municípios de Macaé, Carapebus, Bom Jesus do Itabapoana e Rio de Janeiro.

Galeria de Fotos