Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Governo inicia novo modelo de internet em Unidade de Saúde

Uma nova internet está chegando para atender à demanda dos espaços municipais em Quissamã. Atualmente atendida por conexão via cabo, a Prefeitura começa, nessa semana, a receber instalação de um novo sistema por fibra ótica, que vai garantir acesso à internet de forma mais rápida, estável e com segurança, principalmente nas áreas de Saúde e Educação.
“Essa é uma demanda, inicialmente solicitada por médicos e enfermeiros da Saúde à prefeita Fátima Pacheco, e que agora será oferecida por fibra ótica garantindo mais eficiência ao sistema, explicou o secretário de Governo, Marcinho Pessanha, que nesta quarta-feira (13), acompanhado de seu subsecretário Edmilson Souza, esteve na Unidade de Saúde da Família (USF) do Centro. O secretário ainda explicou que será uma estrutura que atenderá a todos os prédios públicos e ainda as praças do município, garantido também acesso da população ao serviço.
“É um projeto piloto de uma nova estrutura que está sendo criada e interligará 50 pontos dentro do município, que tem essa Unidade de Saúde da Família do Centro como experimento, já que hoje a internet chega aqui através de cabo par trançado e agora vamos instalar a fibra ótica, que vai garantir mais segurança, mais estabilidade e rapidez. A partir dessa semana iniciaremos essa rede”, esclareceu o Coordenador de Ciência e Tecnologia, Gelson Azevedo.
“Agora, com a melhoria da qualidade da internet oferecida teremos acesso a um sistema – o usado atualmente é o Victor e dentro dele, o e-Sus – que é preconizado pelo Ministério da Saúde, que é o Prontuário Eletrônico. Então, além de sermos piloto nessa questão de melhoria e otimização da internet, através da fibra ótica, também é em função do uso do prontuário eletrônico, que exige uma internet melhor para garantir um trabalho de qualidade superior”, informou a enfermeira gerente responsável pela USF do Centro, Suzana Pinheiro.
Segundo ela, a introdução do prontuário eletrônico já está sendo feito e ainda não foi liberado o uso justamente por conta da ausência de uma internet mais segura, o que muda com a chegada dessa nova internet. E esclareceu que o prontuário físico de cada paciente permanecerá acessível, como documento que é, mas que o prontuário eletrônico conterá somente as novas informações, com a evolução dos atendimentos.

Galeria de Fotos