Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Gestantes participam de visita guiada à maternidade do Hospital Municipal

Um grupo de gestantes participou, na tarde desta quarta-feira (14), de uma visita guiada pela maternidade do Hospital Municipal Mariana Maria de Jesus, onde também receberam orientações sobre amamentação e sua importância para o bebê. O evento é realizado quadrimestralmente, com a proposta de que as mulheres grávidas recebam informações e esclarecimentos que possam diminuir a ansiedade e expectativas quanto ao momento do parto. O evento é desenvolvido pela secretaria de Saúde de Quissamã, por meio das equipes da Estratégia de Saúde da Família, do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e da maternidade.
A prefeita Fátima Pacheco participou da abertura do evento, parabenizou às grávidas e falou do momento que elas vivem, já que como também é mãe, sabe o que é a dádiva de gerar outra vida. “Nada mais sagrado do que isso, nenhuma palavra consegue resumir o tamanho do amor que temos pelos nossos filhos. E esse trabalho desenvolvido pela equipe da Saúde é extremamente importante, porque durante a gravidez, a mulher fica apreensiva com muitas coisas, principalmente sobre o dia do parto”, ressaltou.
Fátima falou ainda da estrutura física oferecida pelo hospital e dos equipamentos necessários para garantir um parto mais seguro; como o cardiotocógrafo, que orienta o médico sobre a evolução do bebê. Citou também a ambulância UTI existente, que pode ser utilizada, caso haja necessidade de transferência do recém-nascido e, principalmente, da qualidade das equipes médica e de enfermagem. “Estejam tranquilas, tenham um ótimo parto e sejam muito felizes. Depois que os bebês tiverem nascido, procurem suas unidades de saúde para os testes do olhinho, do pezinho, da linguinha e da orelhinha, para as vacinas necessárias. Vocês têm, nessas unidades, parceiros da saúde de vocês e de suas famílias”, completou.
Desta visita à maternidade participaram gestantes de todas as comunidades que tiveram, inclusive, transporte de vinda e volta ao hospital para as que moram na área rural. “É uma visita guiada onde participam a gestante e um acompanhante, que pode ser o pai, a avó ou um outro familiar. Isso porque agora o companheiro pode permanecer como acompanhante no quarto. O objetivo é oferecer um trabalho mais humanizado para que conheçam o ambiente onde acontecerá o parto, o trajeto que vão percorrer, os equipamentos que serão utilizados e os procedimentos que serão realizados até que recebam seus bebês nos quartos, em alojamento conjunto”, explicou a enfermeira e coordenadora de Estratégia de Saúde da Família, Milena Viana.
Como este mês é o “Agosto Dourado”, dedicado ao incentivo à amamentação, a visita contou com a participação da nutricionista Sara Barcelos, do quadro técnico do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), que falou com as gestantes sobre o tema da campanha do Ministério da Saúde – ‘Amamentação – Incentive a família, alimente a vida’, que reforça a campanha mundial que fala em empoderar mães e pais e favorecer a amamentação. Segundo ela, é um reforço ao apoio que a mãe que amamenta precisa receber em casa, por conta de suas atribuições. “Trocar uma fralda, colocar para arrotar e ajudar nas demais tarefas vai permitir que a mãe tenha um momento mais tranquilo, assim como o bebê. Esse apoio vai reforçar a ideia de não abandonar a amamentação, que incentivamos que seja feita, exclusivamente, ao menos, até o sexto mês”, pontuou Sara.
Ela passou para as gestantes a importância e riqueza do leite materno para o bebê, que contém vitaminas, proteínas e minerais. “O dourado, referenciando o mês da amamentação, se dá porque o colostro, o primeiro leite produzido, é amarelo dourado e que, por sua qualidade excepcional e rica, tem padrão ouro de qualidade”, informou.

Galeria de Fotos