Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Estado cadastra artesãos de Quissamã

A Secretaria de Estado de Turismo, por meio do Programa de Artesanato, realizou nesta quarta-feira (27), no auditório da Prefeitura de Quissamã, cadastramento de artesãos do município, com o objetivo de reconhecer a atividade como geradora de desenvolvimento regional e registro vivo da história local. O programa coloca em prática ações que visam o empreendedorismo para os inscritos, além de identificar e mapear a matéria-prima e técnica utilizada pelos artesãos do Estado. O cadastramento também tem a finalidade de reconhecer o perfil do profissional e assim diagnosticar suas características e necessidades.
Na abertura do evento foi firmado um Termo de Cooperação Técnica entre o Estado, assinado pelo secretário estadual de Turismo, Otávio Leite, e o Município, representado pela prefeita Fátima Pacheco, tendo como testemunhas o coordenador do Programa de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro, Saulo Romay; e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo de Quissamã, Arnaldo Mattoso.
O objetivo é a conjugação de esforços, buscando a difusão e promoção do artesanato fluminense, mediante o desenvolvimento de ações que possibilitem identificar e qualificar os artesãos pelas matérias-primas e técnicas utilizadas, orientando-os quanto à forma de organização e comercialização, de forma a fortalecer a cadeia produtiva artesanal em consonância com a política de desenvolvimento social, econômico e turístico do Estado.
Durante a curadoria, realizada por técnicos de notório saber em relação às técnicas utilizadas, os artesãos puderam demonstrar as técnicas que usam na confecção de seu produto. Todos os artesãos que realizaram o registro no programa terão acesso à Carteira Nacional do Artesão; participação em feiras do Programa de Artesanato Brasileiro (PAB); Divulgação; Capacitação/Qualificação; Microcréditos; e Comercialização.
“Quando vamos a uma cidade passear, sempre procuramos um produto de artesanato que a represente, seja um ímã de geladeira, em forma de uma igrejinha, ou um artesanato, que tenha a identidade do local para levar como lembrança. Então, quando o turista vier a Quissamã e levar nosso artesanato, ele deve representar o município, ter as nossas características”, frisou Fátima, lembrando que o atual secretário de Estado de Turismo é o ex-deputado federal Otávio Leite, responsável pela emenda que permitiu a aquisição do raio-X digital que hoje atende à população, no Hospital Municipal Mariana Maria de Jesus.
De acordo com Arnaldo Mattoso, o artesanato foi estabelecido como prioridade pelo Governo do Estado para o desenvolvimento econômico. E que Quissamã já tem um grupo consolidado, que vem lutando há muitos anos e conta com o espaço na feirinha semanal. “Precisamos ter mais espaços abertos nas feiras, independente de onde aconteçam. E estamos indo atrás daqueles que pararam de produzir, para resgatar as técnicas mais antigas. Estimulamos que nossos artesãos busquem uma identidade regional, para que os trabalhos tenham a cara de Quissamã e possam ser reconhecidos como tal”, informou.
“O artesanato é muito importante para o turismo, porque quem viaja quer levar uma lembrança do lugar por onde passou. Por isso vejo o artesanato como o maior simbolismo de uma localidade, porque se pode ver a identidade de cada artesão e que a matéria-prima tem tudo a ver com a localidade, tem a questão histórica que é passada de geração a geração e é colocada no produto. Por isso, queremos dar dignidade e valorizar quem produz”, ressaltou o coordenador do Programa de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro, Saulo Romay,
Participaram também da mesa de abertura o vereador Chiquinho Arué e o secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca, José Borba Pessanha.

Galeria de Fotos