Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Escolas de Quissamã realizam festas juninas neste final de semana

Os meses de junho e julho marcam um dos eventos mais tradicionais do país: a festa juninas e julinas. Além das comidas típicas e da quadrilha, os festejos se apresentam como importante instrumento pedagógico. As Escolas Municipais Professora Maria de Lourdes de Castro Ribeiro e Professor Miguel Ângelo da Silva Santos, deram continuidade as comemorações nesta sexta-feira (01).
No Arraiá Country Maria de Lourdes, o público compareceu em bom número. A secretária de Educação, Helena Lima, prestigiou as comemorações e parabenizou a organização. “É com grande alegria que cumprimento todos os diretores, professores, servidores e alunos envolvidos. É muito bom participarmos destas comemorações depois de dois anos afastados. Vivenciamos momentos difíceis e estarmos aqui hoje, nos faz acreditar que é possível seguirmos em frente”, disse Helena.
Já a diretora pedagógica, Simone Martins, falou sobre a dedicação de todos no evento. “É um momento de muita empolgação e felicidade, mas principalmente de emoção, pois nunca nunca tivemos uma adesão de 80% dos pais e 90% dos alunos. Estou amando ver essa integração e participação de todos, afirmou.
Williams Sayão, pai da Esther, aluna de 9 anos, ficou sensibilizado em poder partilhar esse momento com a família. “Depois de tanto tempo de isolamento, meus pais também quiseram prestigiar o evento. Viemos assistir a minha filha dançar e compartilhar com ela, a felicidade da festa mais tradicional do nosso Brasilzão”, explicou.
No início da noite, foi a vez do “arrasta pé” na Escola Municipal Miguel Ângelo. “Nós estamos radiantes de felicidade com a realização da Festa da Roça, depois de dois anos. Nunca demos tanto valor as pequenas coisas, as festas corriqueiras”, conta Adriana Amaral, diretora Pedagógica.
Teve apresentação da Corporação Musical Miguel Ângelo da Silva Santos, Pula-Pula para a criançada, pescaria, cantinhos especiais para muitas fotos, inúmeros registos, comidas típicas e as apresentações preparadas pelos alunos, da quadrilha.
Ester Cristina Pinto, mãe da Rayane Correia, resumiu o que sentiu nessa festa. “A comemoração em si, já é importantíssima depois dos tempos incertos que vivemos. E ainda mais, um retorno triunfal”, finalizou.
Já na manhã do sábado (02), será a vez das Escola Municipais Carlos Roberto Cruz Filippino localizada no bairro de Santa Catarina e a Ignacio Hugo de Souza, na Penha. Até o meado de julho, todas as escolas do município terão realizado a tradicional festa caipira, que é uma das culturas mais fortes e presentes no país.

Galeria de Fotos