Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Escola Municipal Maria Ilka comemora 25 anos de atividades

A Escola Municipal Maria Ilka de Queirós e Almeida, localizada no bairro Santa Catarina — um dos maiores e mais populosos de Quissamã — comemorou na noite de quinta-feira (30), 25 anos de atividades. A data foi lembrada por funcionários da Secretaria de Educação, além de ex-diretores, ex-professores e ex-alunos, que prestaram homenagens à escola, com recital de poesias, apresentação musical e exibição de um vídeo que mostrou vários momentos da unidade, desde a sua fundação até os dias de hoje.
A unidade abriga 280 alunos, do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental, e atende ainda jovens e adolescentes que moram em Machadinha, Beira da Lagoa e nos sítios Santa Luzia, Boa Vista e Bonfim, além de Bacurau, Mutum e Vista Alegre.
Segundo o diretor-geral Alceir Belarmindo Barreto, a Maria Ilka tem uma equipe de 45 profissionais. “São 22 professores, dois orientadores pedagógicos, supervisor, orientador educacional e um diretor adjunto comprometidos em oferecer um ensino de qualidade para o alunado”, disse.
O secretário municipal de Educação, Robisson Serra, destacou o trabalho da equipe, que atua na escola. “Essa unidade ajudou muito na minha formação. Todos nós fazemos parte desta história. A unidade tem formado várias gerações de quissamaenses, hoje se dedicando aos vários segmentos no município para o seu desenvolvimento”, disse.
Acompanha do vereador José Borba e de sua equipe de trabalho, a prefeita Fátima Pacheco ressaltou a importância da escola para a comunidade. “Este espaço de formação é muito mais do que ensinar Português, Matemática. Ele nos dá a vida. O que estão hoje aqui enfrentam vários desafios, muito diferentes dos que encontramos em 92, quando eram poucas casas e um número pequeno de crianças. Parabéns a todos pelo trabalho que vem sendo feito na comunidade”, falou.
A história — A Escola Municipal Maria Ilka de Queirós e Almeida iniciou suas atividades em prédio próprio, no dia 14 de março de 1992. Ela funcionou em três turnos, com Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A unidade recebeu o nome da professora, nascida em Macaé e que morava na Fazenda do Melo, em Quissamã, onde deu aulas até se aposentar.

Galeria de Fotos