Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Equipe do Inepac visita obra de Capela em Machadinha

A coordenadora especial de Cultura e Lazer da Prefeitura de Quissamã, Amanda Fragoso, acompanhou, na tarde desta quarta-feira (28), a visita da arquiteta Camila Tahan e da museóloga Raquel Vital de Biasi, representantes do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), à Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, no Complexo Cultural Fazenda Machadinha, que está no início do processo de restauração. Participaram ainda o proprietário da Engequissa, empresa vencedora da licitação para a obra, Renato Silva; a arquiteta e responsável técnica da empresa, Flávia Barcelos; o engenheiro Paulo Renato Carneiro, que está dando assessoria à empresa nesta obra; e o arquiteto da Prefeitura Danilo Chagas.
Camila é do Departamento de Patrimônio Cultural e Natural e responsável pela vistoria de reformas e acompanhamento de obras da parte arquitetônica. “Solicitamos mais análises das rachaduras encontradas no prédio e no frontão, além do madeiramento do telhado, para que seja feito um mapeamento de danos das peças para sabermos o que será trocado ou não. Também temos de avaliar o que acontece neste período de obra, quando surgem surpresas”, explicou.
Diretora do Departamento de Bens Móveis e Integrados, Raquel Vital informou que o objetivo da vistoria é observar as intervenções que os bens integrados da Capela virão a sofrer, como as janelas, o retábulo, as pias e o piso. “Mesmo eles não passando por restauro, a preocupação é como será feita a proteção dos mesmos durante a obra e qual tipo de limpeza sofrerão, se será somente física, ou se será utilizado algum produto químico. E fazemos este acompanhamento antes, durante e após esse período de intervenção. Saber o que é proposto, como será realizada e como será deixado, já que o bem deve permanecer com as mesmas características da época em que aconteceu o ato de tombamento, mesmo após passar por intervenção”, esclareceu.
“O objetivo desta visita é fazer a primeira vistoria de início da obra de restauro e manutenção da Capela, obra esta totalmente financiada pela Prefeitura e realizada por uma empresa local, que conta com equipe técnica capacitada para atuar na área e que seguirá as orientações da equipe do Inepac, que está sempre pronta a ajudar e fiscalizar e, por isso, outras visitas acontecerão durante o período da obra. Este é o primeiro passo na recuperação dos nossos espaços culturais”, informou Amanda.
Segundo Renato, a previsão da obra é de seis meses, com término marcado para fevereiro “Estamos retirando as telhas para, em seguida, retirar a manta e, então, poder avaliar o estado da madeira e, com isso, saber o que poderá ser recuperado e o que precisará ser substituído. O que puder ser mantido do original, será feito, preservando o patrimônio”, completou.

Galeria de Fotos