Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Encontro discute potencial turístico do município

O aproveitamento das potencialidades turísticas de Quissamã, a partir da reorganização do setor, foi tema da reunião realizada na noite de terça-feira (4) pela secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, através da coordenadoria de Turismo, na Casa do Empreendedor.
Participaram do encontro, proprietários de restaurantes, pousadas, agências de turismo, guias e transporte, além do coordenador Especial de Cultura e Lazer, Oscar Luiz Chagas, o administrador do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba (Parna), Marcelo Pessanha, representantes das associações Empresarial e de Quilombola de Machadinha e o vereador José Borba. Ao final da reunião, foi apresentado um vídeo com os atrativos do município.
O secretário Arnaldo Mattoso lembrou do trabalho desenvolvido, na década de 80, pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), que identificou o conjunto arquitetônico do município, e o projeto “Memórias de Quissamã”, em parceria com a Petrobras, Arquivo Nacional e a Funarte, para nomear e preservar os imóveis e seus acervos. “Estamos tentando nos organizar para absorver o fluxo de turistas, criando políticas de atração. O papel da Prefeitura é fomentar a atividade com postos de informação, folheteria e oferecer suporte à estrutura existente para se fortalecer”, disse.
O coordenador de Turismo, Luiz Carlos Fonseca, defendeu a integração dos setores ligados à indústria turística para obtenção de resultados significativos. “Só com o entendimento entre os prestadores de serviço (agências, guias e estabelecimentos comerciais, entre outros) é que o turismo vai acontecer de fato, para gerar trabalho e renda”, destacou.
O coordenador especial de Cultura e Lazer, Oscar Luiz Chagas, ressaltou que tem vários projetos para alavancar o setor. “O ponto de partida é encontrar a identidade do município. Temos um patrimônio imobiliário de valor incalculável, festas e eventos. A cultura, o turismo e o lazer têm que caminhar juntos. Um depende do outro”, falou.
O administrador do Parna, Marcelo Pessanha lembrou que além do turismo histórico, no Centro da cidade, e étnico, na Fazenda Machadinha, existe o de recursos naturais. “Com o mapeamento do Parque, estamos em busca de grandes parceiros para viabilizar economicamente o local”, finalizou.
Conselho — Um dos próximos passos da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo é a reativação do Conselho Municipal de Turismo. “Com a criação da entidade e participação da iniciativa privada, o setor vai ser beneficiado com ações que vão nortear as atividades oferecidas ao visitante, permitindo que todos os segmentos tenham êxito”, destacou Arnaldo.

Galeria de Fotos