Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Emoção marca formatura dos alunos do CAPS

Os 35 pacientes assistidos pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Quissamã, que participaram este ano do projeto “Borboletas são Flores que Aprenderam a voar”, desenvolvido em parceria com o Instituto Federal Fluminense (IFF), receberam certificados na tarde desta quinta-feira (14), no auditório da instituição tecnológica. A prefeita Fátima Pacheco, o secretário de Saúde, Ricardo Tigre, e o coordenador especial de Cultura e Lazer, Oscar Luiz Chagas compareceram à solenidade.
O projeto multidisciplinar, coordenado pelo professor Alfeu Garcia Júnior, conhecido como “Satu”, envolve profissionais de diferentes áreas, professores, alunos do IFF e a família dos assistidos e constou de oficinas lúdicas, educação física, linguagem corporal e iniciação à alfabetização, entre outras uma vez por semana, sempre às quintas-feiras, e atividades de pintura e desenho, no Centro Cultural Sobradinho.
A finalidade é promover a acessibilidade dos portadores de deficiência ao espaço institucional acadêmico, garantindo o direito de estar em uma sala de aula para receber educação formal, produzir e compartilhar conhecimentos junto à comunidade escolar. “Oferecemos uma alfabetização construída para fins específicos, como saber escrever, saber ler e poder interpretar, respeitando os limites impostos a cada indivíduo”, explicou.
Os alunos são acometidos de patologias, como esquizofrenia residual, síndrome de dependência (álcool e drogas), psicose, transtorno afetivo bipolar e etc.
O diretor de pesquisa e extensão do IFF, Manoel Caetano destacou a importância da parceria. “Estamos contribuindo para que os formandos sejam seres humanos grandes e que sejam cidadãos que possam ajudar o nosso país a resolver os grandes conflitos”, disse.
O coordenador do Programa de Saúde Mental, Danilo Melchíades, reafirmou que o tratamento dos assistidos não é enclausurado. “Precisamos dizer sim a liberdade. O melhor tratamento é estar dentro da sociedade, dentro da família e estar liberto”, ressaltou.
O coordenador de Cultura e Lazer, Oscar Luiz Chagas, considerou o momento significativo para todos os envolvidos com o projeto. “O Sobradinho está aberto, a cultura está aberta para todos os projetos principalmente o das Borboletas são Flores, e conto com vocês no próximo ano com oficinas de dança e música”, pontuou.
O secretário municipal de Saúde, Ricardo Tigre, disse que as políticas públicas são importantes para toda a sociedade. “ Essa ação mostra que estamos no caminho certo, com inclusão social, respeito, dedicação e do resgate da cidadania, e o atual governo sempre está apoiando. O céu é o limite”, declarou.
A prefeita Fátima Pacheco lembrou que o atual governo vem promovendo uma série de ações, que buscam melhorar a vida de pessoas menos favorecidas, beneficiando a família, a criança, o idoso e portadores de necessidades especiais. “Isso é vida, inclusão social, promoção de direitos e deveres de todo cidadão. Vocês que estão se formando hoje estão de parabéns”, completou.

Galeria de Fotos