Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Educação Inclusiva é modelo para outros municípios

A secretaria da Educação recebeu, nesta quinta-feira (31), a visita técnica de uma equipe do município de Mangaratiba que veio conhecer o trabalho de inclusão desenvolvido em Quissamã, que vem se destacando e servindo de exemplo para outras cidades. Sob a orientação da Coordenação de Educação Inclusiva, o grupo visitou vários espaços e conheceu como funciona e quais os materiais utilizados no trabalho. A solicitação de visita veio após a participação de profissionais quissamaenses no Congresso Brasileiro de Inclusão – A Formação Docente na Perspectiva da Educação Inclusiva, que aconteceu em Vitória (ES), no mês de setembro.
O grupo visitante, composto pela secretária-adjunta executiva Tilleyita Reink; a superintendente de ensino Daniela Veríssimo; a coordenadora de educação integral Lucilene de Souza; e a diretora de educação especial e diversidade Ana Carla Rosa, foi recepcionado, na Coordenação de Gestão Pedagógica (Cogep), pelo secretário Róbisson Serra, pelo subsecretário Ailson Belarmindo, pela diretora pedagógica Joedma Passos, e pelos coordenadores de Educação Inclusiva Cynthia Teixeira e Márcio Valentim, e equipe.
“É com imensa felicidade que recebemos a equipe da secretaria de Educação de Mangaratiba para uma troca prazerosa de experiências e conhecimentos. A vinda de nossos colegas nos mostra que o trabalho desenvolvido em nossa rede está chegando a outros municípios e sendo reconhecido”, afirmou Róbisson. Para Cynthia, compartilhar a prática e ver hoje a educação inclusiva ser referência para outros municípios mostra que Quissamã está no caminho certo.
Falando pelo grupo, Daniela Veríssimo disse conhecer o trabalho de Quissamã pelas matérias jornalísticas na TV, pelas Olimpíadas e por conta do Congresso, onde foram apresentadas algumas das práticas do município. Segundo ela, isso interessou à sua secretaria, que solicitou a visita para poderem conhecer melhor como é desenvolvida a inclusão, por entenderem que têm muito a acrescentar às ações desenvolvidas em Mangaratiba.
“Vimos que os jogos de inclusão não servem somente para isso, mas podem ser utilizados em turmas de alfabetização e para outros aprendizados, porque não existe o aluno que pegue esse material e não se encante e aprenda com ele. E o mais incrível é que não é um material comprado, mas produzido pela equipe e com material de fácil acesso para todos. Estamos encantadas. Sabemos ainda do trabalho da diversidade e inclusão com os quilombolas, já que também temos uma comunidade assim e o diferencial daqui nos interessa”, informou Daniela.
A superintendente de ensino de Mangaratiba elogiou, ainda, a abertura da secretaria de Educação em dividir conhecimento e prática. “A equipe não trabalha somente para o município, Quissamã trabalha para a educação, não importa se é a daqui, a de Mangaratiba ou de qualquer outro lugar. E esse é o caminho. Ficou muito claro a unidade das equipes, onde ninguém quer ser mais do que o outro, porque gostam do que fazem e fazem por amor à educação”, completou.
No primeiro momento, o grupo conheceu a política municipal inclusiva e o material didático construído pela equipe, como o Planejamento Individualizado (PDI), o Blocão de Atividades Adaptadas e o Diário de Bordo, e recebeu orientações sobre como são utilizados e como é desenvolvido o trabalho nas escolas. E durante todo o dia visitaram vários espaços. Após saírem da Cogep, foram ao Ciep Dr. Amílcar Pereira da Silva; ao Núcleo de Atendimento ao Educando (NAE) e ao Espaço de Apoio Pedagógico (EAP); ao Acampamento Cigano; à Casa de Artes Machadinha, onde almoçaram; à Escola Municipal Felizarda Maria Conceição de Azevedo (Escola Quilombola), onde assistiram a uma roda de jongo e apresentação da banda de lata; e encerram a visita no Centro de Atendimento Educacional Especializado de Quissamã (CAEEQ).

Galeria de Fotos