Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Diálogo entre diversos segmentos encerra a 14ª Conferência de Saúde de Quissamã

Em razão da pandemia da Covid-19, a 14ª Conferência de Saúde, com o tema Saúde de Quissamã: direito e dever de todos, aconteceu remotamente. Nesta quarta-feira (14), no segundo e último dia do encontro, moradores em geral, lideranças, representantes das entidades e serviços de saúde, participaram com o intuito de contribuírem para o fortalecimento do SUS – Sistema Único de Saúde. As propostas aprovadas na Conferência irão compor e subsidiar o Plano Municipal de Saúde do próximo quadriênio e demais instrumentos de saúde.
No período em que o país se encontra, marcado pelas necessárias medidas de distanciamento social, foi disponibilizada uma forma de participação virtual, seguindo normas nacionais e internacionais de segurança sanitária e epidemiológica vigentes. Durante o evento, mais de cem participantes puderam sugerir melhorias para a área da saúde no município, pois é um evento em que a sociedade avalia, elabora e prioriza propostas que serão diretrizes para a formulação da política de saúde.
“A Conferência é um espaço democrático e de construção coletiva. Estamos abertos às propostas para juntos decidirmos o que for melhor para a nossa população. Fizemos muito até aqui, inclusive com grandes investimentos financeiros, mas ainda temos mais para fazer e por isso é importante a participação de todos”, destacou a Secretária de Saúde, Renata Fagundes.
O evento tem entre seus objetivos garantir a saúde como direito. Reafirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes do SUS, a sua universalidade, integralidade e equidade, com base em políticas que reduzam as desigualdades sociais e territoriais, fortalecendo a participação e o controle social em defesa do Sistema Único de Saúde.
Foi proposto que fosse construída uma Unidade de Saúde da Família no Sítio Quissamã e uma em Machadinha, definir o papel dos pediatras na ESF, mantendo o número de dias de atendimento, entre outras. Essas foram algumas das propostas apresentadas nesta quarta-feira (14), durante a 14ª Conferência Municipal de Saúde de Quissamã, pelos participantes dos quatro Grupos de Trabalho compostos por pessoas da sociedade civil e usuárias do Sistema Único de Saúde, integrantes dos conselhos municipais, servidores da Prefeitura e delegados eleitos.
O evento contou com a participação do palestrante Dr. Helvo Slomp Junior, médico doutorado em clínica médica, professor adjunto pela Universidade do Rio de Janeiro – Campus Macaé. Ele abordou o tema: O “devir” da Estratégia de Saúde da Família na construção do cuidado em rede. “É fundamental falarmos sobre a tradição da rede básica de saúde, que seguiu sua história com as experiências ricas de levar o mundo da saúde para o território onde tudo acontece e Quissamã faz isso muito bem com a criação de cenários de cuidados articulados”, disse o professor Helvo.
Roberto Lopes, médico sanitarista, em sua apresentação, falou sobre a Rede de Assistência, Indicadores epidemiológicos e Orçamento em Saúde. O médico fez uma explanação sobre as taxas de fecundidade, idade das gestantes, tipos de parto, principais causas de óbito: doenças do aparelho circulatório, neoplasias, causas externas, como assassinatos e acidentes de trânsito, entre outros assuntos.

Galeria de Fotos