Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Dia Internacional de Combate ao Câncer de Mama com evento Papo Entre Mulheres em Quissamã

Neste 19 de outubro, Dia Internacional de Combate ao Câncer de Mama, a Prefeitura de Quissamã promoveu mais ação referente ao mês dedicado à Campanha Nacional de Conscientização e Prevenção contra o Câncer de Mama e do Colo de Útero. No auditório da Prefeitura foi realizado o encontro Papo Entre Mulheres, uma iniciativa da secretaria municipal de Saúde, em parceria com a secretaria municipal de Educação.

O evento contou com a participação de coordenadores, professores, profissionais de saúde e usuários da rede municipal. A roda de conversa foi conduzida pela enfermeira da Unidade de Estratégia de Saúde da Família do Bairro Caxias, Vivian Albuquerque, e as educadoras Luciana Gaspar e Ana Cristina Mattos.

“Os profissionais de educação exercem um importante papel de multiplicadores das informações de caráter preventivo. Hoje foi mais uma oportunidade de divulgação, acolhimento e debate”, destacou a secretária de Educação, Helena Lima.

Durante todo o mês diversas ações estão sendo realizadas nas Unidades de Saúde da Família, escolas, igrejas, hall da Prefeitura e Centro de Saúde.

O câncer de mama é apontado pelo Ministério da Saúde como o segundo mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, e responde por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Ainda segundo informações, mesmo sendo raro, a doença acomete também os homens, que respondem por 1% dos casos.

A partir da adolescência, todas as mulheres devem seguir algumas recomendações, como ir ao ginecologista uma vez por ano, fazer o autoexame da mama a partir de 21 anos de idade, de preferência sete dias depois do início da menstruação, quando as mamas se apresentam mais flácidas, indolores, e submeter-se ao exame de mamografia após os 50 anos.

“Para as mulheres com fatores de risco, ou seja, que apresentam histórico familiar de câncer de mama, o exame é indicado a partir dos 40 anos, a cada dois anos. Caso necessário, as quissamaenses também serão orientadas a realizar exames complementares para diagnóstico de câncer de mama”, avaliou a subsecretária de Saúde, Sabrine Pereira.

Galeria de Fotos