Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Cuidados contra o Aedes devem ser redobrados com as chuvas que caem na região

Devido à volta das chuvas nas últimas semanas, a Vigilância Ambiental, da secretaria de Saúde de Quissamã pede para a população redobrar os cuidados preventivos contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. No Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), realizado até 23 deste mês que atingiu 0,1% foi detectado apenas um foco, no bairro Sítio Quissamã. Este ano foram registrados 14 casos suspeitos, 13 descartados e um em investigação.
Com as mudanças climáticas na Região Sudeste, o diretor da Vigilância Ambiental, Leonardo Chagas, destacou que com apenas 10 minutos por semana, diversas vidas podem ser salvas.
– Todos os moradores devem adotar procedimentos para evitar a proliferação do mosquito. Estamos realizando atividades de prevenção e promoção em saúde em escolas, PSFs, reuniões de associação de moradores e programas da Ação Social – disse, lembrando que somente este ano foram realizadas 576 visitas a pontos estratégicos, com risco elevado do Aedes aegypti, como borracharias, ferros velhos e cemitérios, entre outros, além de 76. 183 visitas diárias em residências, comércio, prédios públicos e religiosos.
Leonardo Chagas destaca que a população devem manter caixas dágua vedadas, calhas limpas, tonéis, galões, poços e barris fechados, pneus velhos sem água e em lugares cobertos, ralos limpos e com tela, bandejas de ar-condicionado e de geladeira limpas e sem água, pratos de vasos de planta com areia até a borda, bromélias e outras plantas sem acúmulo de água, vasos sanitários fechados, baldes virados com a boca para baixo, lonas de cobertura bem esticadas para não formar poças e piscinas e fontes, sempre tratadas.

Galeria de Fotos