Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Crianças do Defesinha visitam sede do Parna Jurubatiba

No período de verão, a Secretaria de Assistência Social diversifica as atividades para as crianças que participam do Defesinha, oferecendo ações educacionais e de lazer, como passeios e colônia de férias. E, em uma parceria com a Defesa Civil, foi oferecido uma visita à sede do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, do Instituto Chico Mendes (ICM Bio), na quarta (9) e quinta-feira (10), em Macaé.
“O objetivo foi aproximar os participantes da realidade do Parna, para conhecer a flora e fauna presentes e, ainda, colocá-los em contato com a questão do meio ambiente e sua preservação, já que no local é desenvolvido um trabalho muito sério”, falou a secretária Tânia Magalhães.
Segundo o analista ambiental do Parna, Marcos César dos Santos, a função o Parque Nacional é, além de preservar a restinga e lagoas costeiras, promover a educação ambiental, a recreação em contato com a natureza e a pesquisa. “Além da fiscalização e incentivo às pesquisas e uso público, a gente tem feito um trabalho de educação ambiental, em parceria com o ICMBio, universidades, escolas e secretarias de Educação e de Turismo”, informou.
Para a coordenadora do CRAS Centro, Rosemar Lemos, essa programação foi o início de um ciclo de atividades que incluem passeios, oficinas, integrações e festivais. “Nesta primeira atividade participaram 42 integrantes do Defesinha. E essa e as demais ações foram pensadas para que tenham, neste período de férias, atividades extras que proporcionem emoções e experiências novas que possam ser multiplicadas em suas comunidades”, falou. Já para Rayssa Sousa, 13 anos e aluna do Ciep Dr. Amílcar Pereira da Silva, a sua expectativa para o passeios foi superada, já que achou muito bom e aprendeu muito durante o dia de atividades.
Tânia falou ainda que, dentro dessa proposta de programação diferenciada no verão e ainda com a parceria da Defesa Civil, será realizado um trabalho nas praias locais. Será um segundo momento do ‘SOS Criança’, proposta onde se faz a identificação das crianças em momentos de lazer e de grandes aglomerações, como já aconteceu no carnaval. Com isso será feita a identificação das crianças nas areias da praia, para facilitar que sejam rapidamente encontradas, caso se percam de seus pais ou responsáveis.
E isso será desenvolvido pelos participantes do Defesinha, sob a supervisão dos orientadores sociais e da Defesa Civil. Estarão desenvolvendo também, a cada 15 dias, um trabalho de conscientização sobre o lixo nas praias, sobre a questão da insolação, do uso do protetor solar. “Nesta proposta o principal objetivo é fortalecer os vínculos comunitários e, principalmente, com os parceiros que são a Defesa Civil, a Assistência e o ICM Bio”, esclareceu a secretária.
Do Defesinha participam crianças de 7 a 14 anos, inscritas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do Centro e de Barra do Furado e na Casa Social da Penha.

Galeria de Fotos