Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Consciência Negra: Escola Felizarda Maria recebe culminância e destaca a importância do antirracismo

A Prefeitura de Quissamã, através da Secretaria Municipal de Educação, promoveu nesta quinta-feira (17) a tradicional culminância de final de ano letivo da Escola Municipal Felizarda Maria Conceição de Azevedo, em Machadinha, em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.

A programação teve apresentação da Banda de Lata, do Jongo de Machadinha, do Maculelê, Capoeira, apresentações de alunos, exposição “Lentes Quilombolas”, com fotos dos alunos, culinária afro, entre outros. O evento contou com presença de alunos e professores do Colégio Estadual José Francisco de Salles, de Campos, que também visitaram o Complexo Histórico Cultural Fazenda Machadinha.

“A Escola Felizarda tem uma educação que valoriza a cultura local, para conscientizar os alunos sobre um assunto sobre a comunidade quilombola. Com a escola, conseguimos agregar e fazer parte da história de Machadinha. E as crianças são a razão de fato de promovermos essa culminância. É uma atividade em que alunos e profissionais podem aproveitar, refletir e vibrar pelas conquistas de Machadinha”, comentou a secretaria municipal de Educação, Helena Lima.

A Escola Municipal Felizarda Maria da Conceição é referência pelo ensino de qualidade e por abordar a tradição do quilombo, proporcionando uma imersão na história, marcada pela resistência e reconhecimento de seu povo. Os aspectos culturais que moldam Machadinha são abordados durante ano letivo, mostrando a importância da cultura.

Segundo o diretor Allan Alves, a culminância foi pensada para integrar e abrir programação do evento que acontece em Machadinha, em comemoração Consciência Negra, com uma vasta programação. Entre sexta-feira (18) e domingo (20), Machadinha recebe atrações como cultural quilombola, exposição fotográfica, oficina de jongo, contação de histórias infantis, lançamento de livros infantojuvenis, cortejo do boi malhadinho, Missa Afro e Festival de Cozinha Quilombola.

“Fizemos questão de unir o evento em Machadinha ao calendário da Escola para dar início às comemorações de uma data tão importante. Deixar claro para os alunos o contexto que vivemos e desenvolver uma educação antirracista é um dos principais objetivos dessa escola, que carrega tanta representatividade. Hoje foi uma oportunidade de aprofundar ainda mais nas nossas raizes”, disse.

Representante da União Machadinha, Janaína Pessanha, reforçou o discurso de formação de crianças críticas, que também atuem para combater o racismo. “As crianças precisam aprender sobre a história e a importância do nosso povo que lutou e luta até hoje, saber quem foi Zumbi dos Palmares. Importante trabalhar o assunto com a criança, valorizar nossa história, ter nos livros o resgate da importância do nosso povo”, comentou.

Rede de Cidades Antirracistas – A prefeita Fátima Pacheco assinou em junho a inclusão de Quissamã na Rede de Cidades Antirracistas, por meio do Pacto de Combate ao Racismo e Promoção da Igualdade Racial. São municípios do Estado do Rio envolvidos na ação conjunta, que tem como objetivo atuar como instrumentos de governança territorial, visando potencializar o desenvolvimento regional a partir da política de igualdade racial.

Quissamã conta com o Programa de Igualdade Racial (PIR), vinculado à Secretaria municipal de Assistência Social, com a finalidade de reforçar as políticas públicas direcionadas à comunidades negras, quilombolas e tradicionais do município.

Galeria de Fotos