Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Celebração na Prefeitura marca abertura do Outubro Rosa, mês de prevenção ao câncer de mama

Na manhã desta terça-feira (4), a Prefeitura de Quissamã, por meio do Programa de Ações Programáticas, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, realizou no hall da Prefeitura, uma celebração para marcar a abertura do Outubro Rosa, mês de prevenção ao câncer de mama. O evento contou com a participação de diversos Programas municipais.

A subsecretária de Saúde, Sabrine Pereira, acompanhou de perto a atividade e comentou sobre a importância da prevenção. “Só no último quadrimestre, realizamos mais de 250 consultas com a mastologista, 450 mamografias, 441 ultrassonografias de mama e cinco Core Biópsia, também de mama, guiada por USG”, afirmou.

O câncer de mama é o tipo mais frequente em mulheres brasileiras. Se diagnosticado e tratado em fase inicial, as chances de cura chegam a 95%. A herança genética, a obesidade, o álcool, o fumo e o número elevado de ciclos menstruais estão entre os principais fatores que estimulam o surgimento do câncer de mama.

A partir da adolescência, todas as mulheres devem seguir algumas recomendações, como ir ao ginecologista uma vez por ano, fazer o autoexame da mama a partir de 21 anos de idade, de preferência sete dias depois do início da menstruação, quando as mamas se apresentam mais flácidas, indolores, e submeter-se ao exame de mamografia após os 50 anos.

“Para as mulheres com fatores de risco, ou seja, que apresentam histórico familiar de câncer de mama, o exame é indicado a partir dos 40 anos, a cada dois anos. Caso necessário, as quissamaenses também serão orientadas a realizar exames complementares para diagnóstico de câncer de mama”, concluiu Sabrine.

Josiane dos Santos da Silva, colaboradora da Prefeitura, aproveitou para aferir a pressão arterial. “Ações como a de hoje, são sempre muito importantes, pois nos alertam para necessidade de cuidarmos da saúde, já que no dia a dia, são tantos afazeres, que acabamos deixando de lado questões essenciais para a nossa sobrevivência”, afirmou.

Aproveitando que o 3º sábado do mês foi instituído como Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita, que tem como objetivos estimular a participação dos profissionais e gestores de saúde nas atividades comemorativas da data, a ação também abordou o tema enfatizando a importância do diagnóstico e do tratamento adequado.

A melhor forma de prevenção da sífilis congênita é uso correto e regular do preservativo feminino e/ou masculino, por se tratar de uma Infecção Sexualmente Transmissível. O acompanhamento das gestantes e parceiros sexuais durante o pré-natal, contribui para o controle da doença, já que se não for tratada da forma adequada, poderá ser transmitida da mãe para o filho durante a gestação.

Programas como o Hiperdia, o DCNT, da Mulher, IST/AIDS e Hepatites Virais, Farmácia Viva, Saúde do Idoso, da Criança e do Adolescente e Saúde na Escola, estiveram reunidos em prol das mesmas causas. Teve distribuição de mudas cedidas pelo horto municipal, preservativos masculinos, material explicativo e aferição de pressão arterial.

Galeria de Fotos