Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Apresentações e muita emoção nos 12 anos do Sobradinho

Dança, música, homenagens e muita emoção marcaram o aniversário de 12 anos do Centro Cultural Sobradinho, na noite de sábado (8). A festa, com o tema “O canto das três raças: o branco, o negro e o índio”, encantou o público presente com belíssimas apresentações, que fizeram parte da programação pelos 30 anos de emancipação político-administrativa de Quissamã.
A atividade, organizada pela Coordenadoria Especial de Cultura e Lazer, foi aberta pela diretora da unidade Maria do Carmo Barcelos, que deu as boas-vindas aos presentes e destacou a importância do Sobradinho para o município. “Ao longo de três décadas, a cidade cresceu e pudemos melhorar a qualidade de vida de nossa população, qualidade essa que se faz presente aqui no Sobradinho, onde comemoramos 12 anos de inauguração com mais de mil alunos matriculados em diversas oficinas, revelando talentos, sensibilidade e amor à cultura. Temos ainda nosso cinema, que também transforma o olhar do quissamaense com suas sessões e até mesmo documentários que fortalecem a nossa identidade”, frisou a diretora, fazendo um agradecimento à equipe, mestres, funcionários, pais, responsáveis, familiares e alunos que contribuíram e contribuem com a história do importante espaço.
A coordenadora de Cultura e Lazer, Amanda Fragoso, pontua que foi uma noite encantadora. “Lindas apresentações de dança e música e o talento de nossos aprendizes tomaram conta do palco. A dedicação, carinho e empenho ficaram evidentes pela qualidade dos números apresentados. Agradecemos a dedicação dos nossos profissionais, de cada família e em especial a cada talento que conosco compartilha a inesquecível aventura de dedicar seu tempo à arte e à cultura”, enfatizou.
A programação contou também com uma homenagem à professora Dalva Pessanha, que em meio a emoção recebeu o carinho de suas primeiras alunas.
“Foi uma surpresa e passou um filme na minha cabeça. Lembro de cada aluna pequena, e elas continuam com o mesmo rostinho do passado. É como se tudo tivesse começado ontem e eu continuo aqui e elas continuam minhas menininhas. Deus me deu um dom, mas foi preciso adquirir técnica para ter um trabalho mais eficiente. Não somos perfeitos, mas vou trabalhando dentro do meu possível, em cima de tudo que aprendi e oferecendo meu melhor de acordo da minha criatividade. Sou muito grata pela homenagem que recebi, tanto aqui, dos ex-alunos, quanto da Prefeitura. Isso pra mim é muito gratificante. Agradeço muito a Deus e a todos que fizeram a minha história em vida”, ressaltou a estrela Dalva, como foi carinhosamente chamada pelas alunas que a homenagearam.
Para os familiares, a noite foi uma festa que já faz parte da rotina de todos que integram as oficinas oferecidas no Centro Cultural Sobradinho. “Todo ano, venho prestigiar minhas sobrinhas e hoje minha netinha também vai se apresentar. É um momento muito bonito. Nossas crianças precisam desse incentivo e desse contato com os diferentes tipos de arte”, completou Claudineia Maria de Souza.

Galeria de Fotos