Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Ano letivo da rede municipal começa dia 14 com Pré-Escola, Fundamental e EJA

A Educação de Quissamã está em contagem regressiva. O ano letivo de 2022 da rede municipal já tem um calendário estabelecido e será 100% presencial. As aulas começam dia 14 de fevereiro para os alunos da Educação Infantil – Pré-escola (4 a 5 anos), todos os anos do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Já o início para os alunos da Creche, de zero a três anos e 11 meses, será sete de março.
Nesta semana, serão realizados encontros com os profissionais das 16 escolas e creches do município. Na terça (1º), será a vez dos Gestores da Coordenação de Gestão Pedagógica (COGEP) e na quarta (2), com a equipe de Suporte Pedagógico. Haverá palestra com Tamyres Schmid e apresentação teatral com Rosângela Queiroz. Os encontros vão acontecer no auditório da Prefeitura de Quissamã.
A secretária de Educação, Helena Lima, destaca que a política educacional implementada no município segue as diretrizes do Conselho Municipal de Educação (Conae). Em 2021, a rede municipal de Quissamã retornou em outubro, no sistema híbrido, e em dezembro 85% dos alunos estavam em sala de aula de forma presencial.
– Esse retorno é necessário e será seguro. Vamos seguir com todas as normas de segurança sanitária. O retorno da creche será mais pra frente para que possamos avaliar se essa onda de Covid-19 vai passar. Esses alunos, apesar de não estarem em sala de aula, nesse primeiro momento, vão receber todo suporte de maneira remota dos professores que estarão em nossas unidades. Contamos com as famílias que se mostraram tão importantes, para que possamos diminuir o hiato que ficou no processo de aprendizagem das nossas crianças durante esses dois anos de pandemia – frisou a secretária.
Ainda segundo Helena Lima, a rede de proteção oferecida pela Prefeitura de Quissamã terá continuidade nesse período, como o Cartão Nutricional no valor mensal de R$ 70 e o Kit Merenda.
– Essa rede de proteção oferece condições alimentares para que nossas crianças tenham mais energia e contribui para o seu desenvolvimento favorecendo a aprendizagem – concluiu a secretária de Educação.

Galeria de Fotos