Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Alunos do Sobradinho fazem homenagem ao Dia das Mães

O mês de maio é especialmente dedicado às mães, e a Prefeitura de Quissamã, através do Centro Cultural Sobradinho, organizou aulas diferenciadas para celebrar. Este ano, as mães ou responsáveis puderam comemorar esta data, vivenciando com os filhos, uma aula especial.
Os filhos chegaram com as mães, mas, dessa vez, elas entraram na sala de aula com elas, e todos muito orgulhosos, apresentaram seus responsáveis. As homenagens que começaram nesta terça-feira (3), irão até a próxima quinta-feira (05) nas turmas de leitura, ballet e jazz.
“Nós tivemos a intenção de proporcionar às mães uma aula do Sobradinho com os filhos, para aumentar a integração e reforçar a união”, declarou a diretora do Centro Cultural Sobradinho, Renata de Queirós Mattoso.
A professora Angelina Rangel afirmou que as crianças ficaram muito felizes, pois as mães trabalham tanto e dificilmente conseguem acompanhar o dia a dia dos filhos. “Nesse tempinho que os responsáveis estiveram aqui, eles fizeram toda a diferença para os alunos. Teve uma leitura compartilhada do livro Se as coisas fossem mães, da escritora Sylvia Orthofé e depois os alunos puderam confeccionar um cartão especial para as mães.
A emoção tomou conta de todos os presentes, alguns choraram, outros ficaram eufóricos e ainda teve os que permaneceram estáticos. “Foi muito gratificante contarmos com o apoio destas mulheres guerreiras e isto nos motiva cada vez mais a continuarmos com estas ações”, reforça a secretária de Cultura, Patrimônio Histórico e Lazer, Kitiely Freitas.
“Como mãe, a gente se sente agraciada em poder compartilhar esse momento com eles, já que temos uma vida muito corrida. A uma hora que tivemos hoje, participando da vivência deles, foi um momento mágico, ainda mais no retorno da pandemia. Quando falei para o meu filho que ia vir, os olhos brilharam e isso não tem preço”, afirmou emocionada Patrícia Magaldi, mãe do Enzo de sete e do Heitor de três anos.
Os familiares que estiveram presentes enfatizaram a importância da ação para selar o compromisso de cuidar e garantir os dos seus filhos, sempre em busca de ampliar a qualidade de vida de ambos. No livro lido em sala, um trecho diz: “cada mãe é diferente: mãe verdadeira ou postiça, mãe vovó, mãe titia. Tem até pai que faz o papel da mãe; esse então, é uma beleza”.

Galeria de Fotos