Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Alunos de Artes Plásticas do Sobradinho expõem obras

O Centro Cultural Sobradinho recebeu nesta sexta-feira (17), a mostra de trabalhos desenvolvidos pelos alunos da Oficina de Artes Plásticas, durante o segundo semestre de 2021. A exposição “Cultura de Quissamã” apresentou 19 quadros pintados com as técnicas da tinta acrílica sobre tela, com os estilos impressionismo, realismo e paisagismo.
Os quadros foram organizados na antiga estação ferroviária, uma construção destinada a embarque ou desembarque de passageiros de trem e nos trilhos por onde se chegava à Freguesia, que faz parte do complexo do Centro cultural Sobradinho, dando ainda mais charme à exposição, que recebeu aproximadamente 200 pessoas. Entre elas, muitas despertaram o desejo de adquirir as telas, embora não estivessem à venda.
Sheila Mara, moradora de Santa Catarina, nunca tinha ido à uma exposição de artes e ficou encantada:
– As pinturas são tão reais, tão bonitas e perfeitas, que fica difícil acreditar que foram feitas por alunos. Para mim, que não entendo do assunto, mas já me apaixonei por ele, posso dizer que todos os artistas são profissionais, além de ser maravilhoso saber que temos tantos talentos promissores em Quissamã.
Professor do Centro Cultural Sobradinho, John Kennedy considera que o retorno das atividades presenciais foi marcante e essencial, para os alunos:
– A retomada das aulas presenciais, com todas as medidas de segurança, foi para nós a oportunidade de colocar em prática algo tão importante quanto a concepção e produção do trabalho de arte, que é a sua apresentação pública, afirmou o professor.
O também professor, José Moraes, afirma que somente nas exposições é possível para os alunos colherem a percepção do público em relação aos seus trabalhos, já que são iniciantes e a maioria nunca expôs:
– Só mesmo num espaço expositivo é possível ver e sentir, como a apresentação ocorre no mundo real. Muitos alunos têm a primeira oportunidade na vida de tornar seu trabalho pessoal numa experiência pública e serve como uma espécie de teste para eles, explica.
Dentre as telas expostas, estavam a Igreja Nossa Senhora do Desterro, padroeira de Quissamã; a retratação do jongo, dança típica da Fazenda Machadinha; o Centro Cultural Sobradinho; o Museu Casa Rosa, o por do sol na praia de João Francisco, dentre outros lugares bucólicos da cidade e personalidades locais, como a professora Iara Paula e “Seu Tide”.
Para a secretária de Cultura e Lazer, Kitiely Freitas, é um grande orgulho mostrar para todos, os artistas de Quissamã: “esta é uma prática fundamental na formação dos alunos, que precisam entender como seu trabalho ‘funciona’ em um conjunto maior. Seria como um músico que faz parte de uma orquestra, eu arrisco dizer”.

Galeria de Fotos