Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Agricultura e Pesagro-Rio fazem avaliação do Rio-Milho

Nesta quarta-feira (12), a Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Pescarecebeu a equipe da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro – Pesagro-Rio, para avaliar o desenvolvimento do plantio de milho do Projeto-piloto do Programa Rio-Milho no município de Quissamã.
A visita contou com a presença do vice-prefeito e secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca, Marcelo Batista, os técnicos da Secretaria de Agricultura, Ildefonso Neto, Cosme Chagas, Arnoldo Azevedo, a engenheira agrônoma Amanda Martins, o pesquisador da Pesagro-Rio José Márcio Ferreira e os técnico agrícolas Cleber Carlos e Jorge Lemos.
O Projeto-piloto do Programa Rio-Milho, iniciou com o plantio das variedades em Outubro de 2021, em áreas de produtores e no Horto Municipal Hermes de Souza. No Horto foram utilizadas as variedades IPR 164, BRS Caimbé e AL Bandeirante — todas recomendadas para grão e silagem, com grãos de textura semidura e coloração amarelo-alaranjada. As variedades foram submetidas a diversos tratamentos com o objetivo de avaliar as que melhor se adaptam à região. A semeadura do milho ocorreu sob sistema de plantio convencional, plantio direto, e houve também a aplicação do inoculante BioCompost (Azospirillum brasiliensis, Rhizobium tropici, Pseudomonas fluorescens, Bacillus subtilli).
Enquanto a outra variedade, a Cativerde 02, adquirida pela Pesagro-Rio, está sendo avaliada nas propriedades dos produtores rurais Wedson Ferreira de Souza, na localidade de Canto de Santo Antônio e Maria Helena Sarmento, na localidade de Morro Alto. Esta variedade é recomendada para produção de milho-verde, apresentam espigas uniformes; grãos do tipo dentado tenro com coloração amarelada. A variedade AL Bandeirante, também está sendo avaliada na propriedade do produtor Orbílio Moacir Paula, na localidade de Canto de Santo Antônio, recomendada principalmente para produção de grãos e silagem.
Cabe ressaltar que, a escolha correta da semente/cultivar para ser plantada em um determinado ambiente e sistema de produção é o ponto de partida para instalação de uma boa lavoura e consequentemente para obter uma boa produtividade. Os híbridos são mais apropriados para lavouras de médio e/ou alto investimento. As variedades são indicadas, preferencialmente, para sistemas de produção de menor custo, como os do segmento da agricultura familiar. No momento em que o produtor adquire semente de uma determinada cultivar, espera-se que a cultura resultante tenha atributos inerentes à cultivar, como potencial de produção, resistência à pragas e a doenças específicas – ressaltou a Pesquisadora da Pesagro-Rio/CEPAAR, Lúcia Valentini.
Uma das ações concluídas do Programa Rio-Milho foi a produção do biofertilizante Agrobio, no Horto Municipal, em parceria com os pesquisadores da Pesagro-Rio. O biofertilizante apresenta potencial para controlar diretamente alguns fitopatógenos por meio de substâncias com ação fungicida, bactericida ou inseticida presentes em sua composição. Uma próxima ação dessa parceria, será a aplicação do Agrobio na produção de mudas de hortaliças, no horto municipal, e posteriormente, a distribuição para os produtores rurais da região.

Galeria de Fotos