Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Ação na praça do Centro em Quissamã, chama atenção para o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais

O Programa IST/Aids e Hepatites Virais, em parceria com o Programa da Saúde do Homem, realizou na manhã desta quinta-feira (28), na Praça Brigadeiro José Caetano, uma ação de conscientização para marcar o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Os transeuntes que passavam pelo local foram abordados pela equipe e receberam explicações sobre a prevenção.
O coordenador do Programa de Saúde do Homem, Antônio Carlos da Silva, falou sobre a importância da ação. “Os homens precisam ter cuidado na hora de fazer a barba no barbeiro. É fundamental que eles peçam para trocar a lâmina, já que não sabem se o cliente anterior utilizou a mesma e se sangrou. É uma doença silenciosa que o paciente pode ter, não saber e transmitir”, explicou.
A doença pode causar uma infecção crônica do fígado e possivelmente se tornar um câncer na idade adulta. A inflamação em alguns casos é proveniente do uso de determinados medicamentos, do álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Entre os sintomas da hepatite, estão mal-estar, dor abdominal, febre baixa, dor de cabeça, fadiga, vômitos e pele amarelada.
Aline Cristina Oliveira, de 37 anos, moradora de Barra do Furado, viu a chamada ontem nas redes e fez questão de comparecer hoje para prestigiar o evento. “Pude tirar as minhas dúvidas e aprendi que até a lixa de unha compartilhada pode transmitir a hepatite. Vou seguir a indicação e ter o meu próprio kit de manicure e pedicure para não correr riscos”, disse Aline.
Vale ressaltar que todas as Unidades de Saúde da Família – USF realizarão testagens rápidas dentro do horário normal de funcionamento.

Galeria de Fotos