Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Vacinação contra gripe vai até sexta-feira

A secretaria de Saúde de Quissamã segue com a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. O público alvo são idosos, trabalhadores da Saúde, membros das forças de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais, além dos povos indígenas adolescentes e jovens, de 12 a 21 anos, sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional; pessoas com deficiência, professores, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (pós-parto até 45 dias) e pessoas de 55 a 59 anos de idade.
A medida tem como objetivo seguir a estratégia do Ministério da Saúde para diminuir o impacto da gripe em todo o país. As doses estarão disponíveis até sexta-feira (17), em todas as Unidades de Saúde da Família e no Centro de Saúde. No município, de acordo com a Coordenação da Estratégia Saúde da Família (ESF), o público-alvo cujo a meta ainda não foi cumprida inclui as crianças de seis meses a cinco anos, 11 meses e 29 dias; pessoas com idade entre 55 e 59 anos, e professores.
Nesta terça-feira (14), uma ação foi realizada no hall da Prefeitura com a finalidade de intensificar a campanha. A coordenadora da ESF, Milena Viana, reforça a importância da vacinação. “É fundamental que as pessoas que pertençam ao público-alvo procurem a unidade de saúde mais próxima para receber a dose da vacina, considerada a principal forma de prevenção da gripe”, disse, acrescentando ainda que este ano, a meta para o município, conforme orientação do Ministério da Saúde, é imunizar 90% do público-alvo, totalizando cerca de 6.300 pessoas. “Vale lembrar que no caso das crianças é de grande relevância a apresentação da caderneta de vacinação”, frisou Milena.
De acordo com o Ministério da Saúde, no geral, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe alcançou 88,8% do público-alvo, da meta de 90%, e os estados e municípios receberam um total de 79,9 milhões de doses da vacina. Desse total, 77,28% foram aplicadas. E desde o dia 1º de julho, o Ministério recomendou que a vacinação fosse estendida à população, em geral, até quando durarem os estoques da vacina, excedentes da campanha. A medida visa evitar o desperdício de doses nas localidades que não alcançaram a meta de imunização no público-alvo, que continua sendo prioridade na Organização Mundial da Saúde (OMS). A vacina é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença e óbitos.

Galeria de Fotos