Rua Conde de Araruama, 425 – Centro Quissamã – RJ – Cep: 28.735-000

Tempo Agora

Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

Ouvidoria e E-sic

Secretaria de Assistência Social realiza mais um mutirão do CadÚnico na Casa Social da Penha

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) realizou nesta segunda-feira (7), na Casa Social da Penha, mais um mutirão do CadÚnico, com o objetivo de dar celeridade à atualização de dados dos usuários e realizar novos cadastros. Foram 30 atendimentos na parte da manhã e 15 à tarde. Desde maio já foram realizados cinco mutirões. Os lugares contemplados foram Santa Catarina, Caxias duas vezes e a Penha, também com duas ações. O próximo, para encerrar o ano, será em Santa Catarina.

As três localidades foram escolhidas por serem lugares mais populosos. Segundo a secretária Tânia Magalhães, a agenda já estava em janeiro e a intenção dos mutirões é agilizar o processo. “É fundamental que o usuário esteja com o seu cadastro em dia para ter acesso ao benefício do Governo Federal, que é o Auxílio Brasil. Com o CadÚnico atualizado, ele consegue resolver as suas pendências e receber o auxílio. Vale ressaltar que aqui nós conseguimos organizar tudo de uma maneira que a população beneficiada não precise ficar em filas gigantescas como na grande maioria do país”, disse.

Tânia também explicou que o próprio sistema do Governo Federal, avisa que as pessoas precisam atualizar os dados no cadastro. Isso geralmente acontece de dois em dois anos, então, é importante que ao receber o beneficio mensalmente, os usuários deem uma olhada no boleto que recebem junto com o valor. Atualmente, em Quissamã, são aproximadamente seis mil usuários beneficiados pelo auxílio.

Nelmara Ferreira de Jesus Silva, moradora do Goiabal, teve na Casa Social da Penha pela manhã, para realizar o cadastramento. Ela tem um filho com o transtorno do espectro autista (TEA) e o salário mínimo apenas, não consegue suprir todas as necessidades tanto dele, quanto da casa. “Ele precisa de uma alimentação diferenciada, que onera bastante na hora das compras e estou esperançosa que vou conseguir o benefício, pois fará uma grande diferença no meu orçamento”, alegou.

Adília Carla, coordenadora do CadÚnico em Quissamã, explicou que o mutirão serve para atualizar o cadastro e realizar novos. “As avaliações são realizadas pelo Governo Federal e geralmente eles nos dão um prazo de 30 a 60 dias para a resposta, pois cada município tem uma cota de vagas. Recebemos a listagem atualizada mensalmente e vale lembrar que a Casa da Penha engloba alguns territórios, entre eles: Goiabal, Alto Grande, Canto de Santo Antônio, Praia de João Francisco, Embiú e Visgueiro.

Galeria de Fotos