Secretarias

Nota Fiscal

Transparência

Diário Oficial

Serviços

IPMQ

Quissamã recebe I Etapa Norte-Fuminense do 6º Campeonato Brasileiro Escolar de Tiro com Arco

Quissamã sediou no sábado (23), a I Etapa Norte-Fluminense do 6º Campeonato Brasleiro Escolar de Tiro com Arco, envolvendo atletas da escolinha local, por meio da Coordenadoria Especial de Esporte e Juventude, de Macaé e Maricá, únicos municípios que oferecem esta modalidade olímpica na região no Estado do Rio de Janeiro. O evento aconteceu no Ginásio Poliesportivo Walth Mille Pessanha e contou com a presençça da prefeita Fátima Pacheco, do presidente da Federação de Tiro com Arco do Estado do Rio, João Cruz, e do campeão brasileiro adulto de Tiro com Arco, Marcos Vinícius Porto – Cafu, de Maricá, que em agosto participará dos Jogos Panamericanos, na Colômbia, juntamente com a Delegação Brasileira.
Na ocasião, os atletas foram premiados com medalhas e troféus, de acordo com sua categoria. Na categoria Infantil feminino, o 1º lugar ficou para Ana Carolina Gonçalves, da equipe de Quissamã; 2º para Maiara Maria Gonçalves, também de Quissamã; e no 3º lugar, para Beatriz Martins. Já na categoria infantil masculino, o 1º lugar foi para Wesley Oliveira, de Maricá; o 2º João Victor, de Quissamã; e o 3º lugar para Yan Portal, de Maricá. Na categoria Cadete feminino, o 1º lugar foi para Camilly Oliveira da Sila, de Maricá; o 2º para Esther Almeida, de Quissamã; e o 3º para Thaisa da Silva Oliveira, de Maricá. No Cadete masculino, o 1º lugar ficou para Guilherme Gilberto dos Santos, de Maricá; o 2º para Matheus Marinho Cabral, de Quissamã; e o 3º para Uiu Anderson, de Macaé.
Satisfeita com a realização da atividade em Quissamã, a prefeita Fátima Pacheco reforçou que o esporte tem essa capacidade de incluir, de promover e de agregar, ressaltando que desde que assumiu o município, em 2017, tem investido em várias modalidades esportivas, saindo de 800 pessoas cadastradas nas escolinhas para quase 3 mil. “E isso é um avanço bastante significativo para todos. Eu acredito no esporte como instrumento de política pública, que ao lado da Educação e de outras áreas, pode incluir e promover as pessoas, principalmente as crianças, porque é de pequenininho que a gente vai formando o cidadão, não só o atleta, mas o cidadão para a vida. E neste caso, a modalidade do tiro com arco, que é uma modalidade nova, está tendo uma adesão extraordinária e hoje estamos recebendo um campeonato com outros municipios, valorizando o que estamos promovendo”, destacou.
A coordenadora de Esporte e Juventude, Isis Chagas, destacou sediar a etapa foi o primeiro passo para o tiro com arco em Quissamã. “Estamos a menos de um ano com essa modalidade aqui no município e já recebemos uma etapa do Brasileiro e temos a confirmaçção do presidente da Federação que, no próximo ano, faremos parte do calendário anual da Federação para receber o Campeonato Brasileiro aqui e mais a categoria Adulta. O Brasileiro escolar é a iniciação do tiro com arco. A nossa escolinha está nova, mas temos grandes resultados”, salientou.
O presidente da Federação de Tiro com Arco do Estado do Rio, João Cruz, ressaltou que a prova, disputada no município, valeu para o Brasil inteiro, pois crianças de várias partes do país estão participando desta competição. “O mais importante é que acreditamos no esporte como inclusão social e saúde esportiva. E a revolução desse esporte aconteceu numa escolinha em Maricá, de onde saíram os melhores arqueiros do país, com expressão internacional, oriundos de um projeto igual a esse que estamos começando aqui em Quissamã, iniciado pelo André Figueiredo, com apoio da Prefeitura. O esporte começa na escola, com a criança iniciando a atirar. Ano que vem Quissamã e Macaé vão entrar no calendário nacional de provas como federados. Quissamã está bem à frente, bem adiantado, e tenho certeza que logo o município terá campeões”, disse João.
Estiveram presentes também os técnicos das equipes dos três municípios participantes. Representando Quissamã, André Castro Figueiredo e Paula Figueiredo, à frente da Escolinha de Arco com Tiro desde 2017; de Macaé, Marcos Wolff, da Escolinha Arqueiros da Fronteira, que funciona desde 2016; e de Maricá, o assistente técnico da Confederação, Isaias Costa e as instrutoras Cristiane Castro, Jéssica Machado e Aline Lobo, da Associação Arqueiros de Iris, que existe desde 2009.

Galeria de Fotos